CBF demite Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem

Erros do árbitro Vinicius Gonçalves no jogo entre Flamengo X Bahia fez o presidente interino antecipar a mudança no comando. Alício Pena Júnior toma o cargo de Gaciba até o final do Brasileirão

Dias sombrios para a arbitragem brasileira. Em comunicado divulgado no início da tarde desta sexta-feira (12), a CBF oficializou a demissão do ex-árbitro Leonardo Gaciba da Comissão de Arbitragem da entidade. A decisão foi tomada pelo presidente interino, Ednaldo Rodrigues Gomes, principalmente após a polêmica arbitragem de Vinicius Gonçalves Dias Araújo no jogo entre Flamengo e Bahia, que aconteceu na noite de quinta-feira (11) no Maracanã. Quem assume o cargo até o final do campeonato será Alício Pena Júnior.

Em entrevista ao programa Seleção SporTV, o novo comandante da Comissão de Arbitragem disse que o momento é de dificuldade, mas que o nível de qualidade dos árbitros brasileiros é boa. ” É um momento de dificuldade. O nosso objetivo para essa interinidade é dar aos árbitros condições para trabalhar com tranquilidade, tentar diminuir a pressão, que é muito grande. E o ambiente de pressão traz dificuldade, principalmente para o árbitro em uma tomada de decisão no campo de jogo. O objetivo é tentar dar tranquilidade, continuar buscando aproximação e manutenção de critérios e conceitos, melhorar um pouco o que temos apresentado de dificuldade e tentar, nesta reta final, diminuir a pressão sob os árbitros”, explicou o dirigente.

A nota da CBF sobre a saída de Gaciba

“A Confederação Brasileira de Futebol informa que, nesta data, deu início a um processo de reformulação na estrutura da arbitragem brasileira, que começa com a substituição do comando de sua Comissão de Arbitragem.

O Presidente em exercício da CBF, Ednaldo Rodrigues Gomes, conversou com o Presidente da Comissão de Arbitragem, Leonardo Gaciba, nesta sexta-feira (12) e o entendimento mútuo foi pela necessidade de uma mudança, com a implementação de novos procedimentos visando maximizar os acertos e minimizar os erros de todos os envolvidos.

A CBF agradece a Leonardo Gaciba pelo empenho e pela forma altiva e incansável com que exerceu a Presidência da Comissão de Arbitragem da CBF.

Assumirá a função interinamente, até a conclusão das competições da temporada 2021, o atual Vice-Presidente da Comissão de Arbitragem, Alício Pena Júnior, a quem o Presidente Ednaldo Rodrigues parabeniza, desejando sucesso no cargo e colocando a estrutura da entidade à inteira disposição da Comissão de Arbitragem para o constante aperfeiçoamento e desenvolvimento da arbitragem nacional”.

A polêmica do jogo no Maracanã

O jogo ainda estava 0 a 0 quando o árbitro marcou o pênalti que originou o primeiro gol do Flamengo na vitória por 3 a 0. Porém, no lance, a bola bate no peito do jogador do Bahia dentro da área. Mesmo depois de revisar o lance no VAR, a decisão foi mantida. Além de muita revolta dentro e fora de campo, principalmente nas redes sociais, o vice-presidente do Bahia deu entrevista após o jogo – já que os jogadores se recusaram a falar com a imprensa.

“Lamentar o que a gente assistiu aqui hoje. É estarrecedor o que vem acontecendo com a arbitragem no futebol brasileiro. O Bahia não suporta mais esse escárnio. O Bahia foi prejudicado pela terceira partida consecutiva. O VAR chama, e os árbitros não observam os equívocos cometidos. Nos dois lances anteriores, os erros foram reconhecidos pela comissão de arbitragem, em resposta a representações feitas pelo clube. Chegamos hoje e somos, mais uma vez, prejudicados. Hoje o árbitro decidiu a partida. Temos equipe que tem a folha salarial seis, sete vezes menor que a do Flamengo. Somos prejudicados dessa forma. A arbitragem do futebol brasileiro precisa ser revista. Não suportamos mais isso”, disse Vitor Ferraz após a partida.

Do outro lado da história, Renato Gaúcho também deu entrevista após a partida e disse que a arbitragem da partida merece elogios. “Na minha opinião, o Vinícius Gonçalves teve uma excelente atuação. E vou falar por que. No pênalti, eu não vi o lance ainda, mas ele teve a convicção de marcar na hora. Depois, para tirar qualquer dúvida, ele foi no VAR. Ali tu não pode ter dúvidas, você vê todos os ângulos, vê se foi pênalti ou não. Ele continuou com a convicção dele, viu e deu o pênalti. As expulsões, no meu entender, foram justas. Falei com o Diego, ele falou que realmente ficou aborrecido”, disse o técnico do Flamengo.

“No momento em que um jogador meu comete pênalti, tem que ser expulso. Dá o pênalti, mas tem que dar na minha área como tem que dar na área do adversário. O árbitro não tem que escolher jogo para dar, tem que seguir a regra, o protocolo. Hoje estou elogiando o árbitro porque ele teve uma grande atuação. Ponto final”, completou Renato Gaúcho.

Foto em destaque: Lucas Figueiredo/CBF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s