Kansas City anuncia construção de primeiro estádio voltado ao futebol feminino nos Estados Unidos

O projeto, que será financiado por empresas da iniciativa privada, é um dos resultados do crescimento de investimento na modalidade

A história sendo escrita. O Kansas City, time da NWSL (Liga Nacional de Futebol Feminino dos Estados Unidos), anunciou nesta semana seus planos de construir o primeiro estádio feito especificamente para um time de futebol feminino nos Estados Unidos. O anúncio foi feito pelos proprietários do time da NWSL: Angie Long, Chris Long e Brittany Matthews na terça-feira (26).

O empreendimento, que custará cerca de US$ 70 milhões, ficará localizado na extremidade leste de Berkley Riverfront, no coração de Kansas City. A equipe também anunciou que se associou a empresa Port KC, que será a responsável por financiar o projeto. O design e os detalhes finais ainda estão em desenvolvimento.

“Desde o início, nossa visão tem sido criar uma experiência para a jogadora em primeiro lugar e instalações para nossa equipe que correspondam não apenas ao nível de elite dessas incríveis atletas, mas também ao apoio apaixonado de nossos fãs”, afirmou Chris Long em comunidado.

“Existe um enorme impulso especificamente nos esportes femininos, e estamos muito orgulhosos de desempenhar um papel importante em garantir que o esporte e também nossa região se beneficiem da economia e do crescimento oferecidos por um estádio desta magnitude”, declarou Angie Long, uma das proprietárias da franquia.

O anúncio segue os planos lançados anteriormente para um centro de treinamento privado de US $ 15 milhões em Riverside, Missouri. E planeja jogar partidas em casa durante a temporada de 2022 no Children’s Mercy Park em Kansas City, Kansas.

O Kansas City está atualmente terminando sua temporada inaugural na Liga Nacional de Futebol Feminino e manda seus jogos no Legends Field, também em Kansas City. A equipe está na última posição da tabela, não se classificou para os playoffs e jogará sua última partida em casa no próximo sábado (30). Na próxima temporada, passará para o Children’s Mercy Park, casa do time da Major League Soccer Sporting Kansas City.

Os investimentos crescendo na modalidade

Não é de hoje que o futebol feminino é uma parte importante do esporte americano. A potência, tanto em Copas do Mundo quanto em Olimpíadas, faz com que o país seja conhecido como a casa do futebol feminino mundial. A qualidade da modalidade no país traz respostas imediatas como audiência e mais investimentos.

Em 2019, na Copa do Mundo da França, a seleção norte-americana bateu recorde mundial com 993 milhões de audiência nos jogos televisionados, e mais de 482 milhões por meio de plataformas digitais. No ano passado, a Liga Nacional de Futebol Feminino foi o primeiro campeonato profissional no país a voltar oficialmente ao campo depois do lockdown. Ao final da temporada, a ESPN reportou um aumento de 500% na audiência do campeonato, comparado ao ano anterior. Por conta desses resultados históricos, a Federação Norte-Americana de Futebol ofereceu um contrato de valores idênticos às equipes femininas e masculinas, visando acabar com a desigualdade salarial no esporte.

A previsão é que a situação melhore ainda mais nos próximos anos. Segundo relatório da Deloitte, a receita de TV e publicidade para esportes femininos deve atingir 1 bilhão de dólares nos próximos dois anos. A própria empresa decidiu investir no setor e é a mais nova patrocinadora da Liga Feminina de Futebol dos Estados Unidos.

Foto em destaque: Divulgação / Kansas City

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s