Goalball brasileiro conquista ouro inédito na Paralimpíada de Tóquio 2020

Após vencer a China por 7 a 2, os brasileiros sobem pela primeira vez na história das Paralimpíadas no lugar mais alto do pódio

É OURO! Na manhã desta sexta-feira (03), continuamos fazendo história na Paralimpíada de Tóquio e conquistamos a primeira medalha de ouro do goalball brasileiro da história. Em uma atuação perfeita, vencemos a China por 7 a 2 com gols Romário e Leomon e Parazinho, que marcaram três vezes cada.

Terminamos com chave de ouro (literalmente) uma campanha que foi quase perfeita. Com seis vitórias e apenas uma derrota, os bicampeões mundiais chegaram a única medalha que faltava. O ouro se juntará à prata de Londres 2012 e ao bronze conquistado no Rio em 2016.

A história sendo feita

O Brasil quase abriu o placar em um dos primeiros lances do jogo. Parazinho arremessou forte, a defesa chinesa fez a primeira defesa e a bola ia entrando quando Yang conseguiu salvar em cima da linha. Foi um início bem equilibrado, com chances para os dois lados. A seis minutos do fim do primeiro tempo, uma nova chance para os brasileiros, com Lai salvando de novo em cima da linha.O placar só foi aberto com dois minutos faltando para acabar o primeiro tempo. Romário, em um belo arremesso, marcou 1 a 0 e, logo depois, Parazinho conseguiu fazer o segundo.

Com dois gols de vantagem, o Brasil não demorou tanto para os gols saírem no segundo tempo. Depois de uma penalidade chinesa, Leomon converteu e marcou 3 a 0. Yang diminuiu a vantagem pouco depois, mas, Leomon ampliou em uma pancada, marcando 4 a 1.

Yang voltou a diminuir ao arremessar no canto do gol brasileiro., mas o time brasileiro sabia que não podia abrir espaço para a reação chinesa. Parazinho soltou o braço e contou com o desvio na defesa chinesa para que a bola entrasse devagar: 5 a 2. Mais tarde, em nova penalidade, Leomon ampliou a conta para 6 a 2 e praticamente fincou o lugar do Brasil no topo paralímpico.

A China foi para o tudo ou nada nos últimos minutos. A pressão dos adversários obrigou Parazinho a fazer duas boas defesas na reta final. O jogador brasileiro ainda teve mais uma chance de ampliar, em nova penalidade, mas desperdiçou. Mas ela nem fez tanta falta no final.

A Seleção Brasileira conseguiu manter o ritmo e segurou os ataques chineses. Já no final do jogo, o próprio Parazinho aumentou o placar e garantiu o ouro em Tóquio no fim: 7 a 2. Enfim, o grito que estava entalado desde 2012 pode ecoar em terras japonesas: é campeão.

Foto em destaque: Divulgação/Alê Cabral/CPB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s