Governo italiano veta entrada de torcedores ingleses sem quarentena no Estádio Olímpico

Mesmo com o ingresso em mãos, não poderá ver o jogo entre Inglaterra e Ucrânia se viajarem do Reino Unido para a Itália

Mais uma restrição por conta do Covid-19 pra conta! A embaixada italiana, em Londres, anunciou nesta sexta-feira (02) que os torcedores que viajarem do Reino Unido para a Itália para a partida das quartas de final contra a Ucrânia não poderão entrar no Estádio Olímpico, mesmo com o ingresso em mãos.

O comunicado replicado pela agência de notícias Reuters afirma que qualquer pessoa que tenha estado no Reino Unido nos últimos 14 dias, independente de nacionalidade ou residência, não será admitida no estádio mesmo com o ingresso em mãos. “(Será permitida a entrada) Apenas daqueles que puderem demonstrar que chegaram à Itália pelo menos seis dias antes, que respeitaram cinco dias de quarentena e que foram submetidos a um teste Covid-19 pós-quarentena com resultado negativo”, completa o comunicado.

Isso acontece por conta de precaução da piora da pandemia no país. O Reino Unido está lutando contra um aumento nas infecções causadas pela variante Delta, que foi detectada pela primeira vez na Índia, relatando 26.068 novos casos na última quarta-feira (30). Já a Itália, em comparação, registrou apenas 776 casos diários.

OMS questiona comportamento da torcida durante a Eurocopa

O anúncio do governo italiano vem no mesmo dia que a Organização Mundial da Saúde disse que os números de infecções por coronavírus tem crescido gradativamente nas cidades-sedes da competição. Segundo a instituição, o declínio de 10 semanas nas novas infecções por coronavírus em toda a região chegou ao fim e uma nova onda de infecções é inevitável. Só na semana passada, o número de novos casos aumentou 10%, o que só piorou com a mistura de multidões nas cidades-sede da Euro 2020, viagens e flexibilização de restrições sociais.

Precisamos olhar muito além dos estádios em si. Precisamos ver como as pessoas chegam lá, estão viajando em grandes comboios de ônibus lotados? E, quando saem dos estádios, vão a bares e pubs lotados para assistir aos jogos? São esses pequenos eventos contínuos que estão impulsando a disseminação do vírus”, disse a diretora da OMS, Catherine Smallwood.

A fala da diretora se confirma com os fatos que vão acontecendo. Ainda nesta semana, as autoridades de saúde escocesas identificaram quase 2 mil casos de coronavírus entre pessoas que participaram de eventos relacionados a Eurocopa.

Vale lembrar que a UEFA e a OMS liberaram a presença de mais de 60 mil torcedores nos jogos de semifinais e na final, todos os jogos que acontecerão em Londres entre os dias 6 e 11 de julho.

Foto em destaque: Riccardo Antimiani/REUTERS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s