Contagem regressiva para as Olimpíadas: O futebol feminino na atual edição da competição

Dentre as seleções que já garantiram o ouro olímpico, somente os Estados Unidos estão participando da atual edição

Amanhã (01), começa o mês das Olimpíadas e a Seleção Brasileira de futebol feminino estreia na competição no dia 21, diante da China, em Miyagi, às 05h da manhã, no horário de Brasília. Nessa categoria, os Jogos Olímpicos contará com a participação de 12 equipes, divididas em três grupos. O Brasil, junto com China, Zâmbia e Holanda formam o Grupo B.

Em busca do ouro olímpico inédito, a Seleção Brasileira realizou seu primeiro treino ontem (29), em Portland, nos Estados Unidos. A ida para o Japão, país sede das Olimpíadas, está prevista para o dia 15 de julho. Após encarar a China, o Brasil terá pela frente a seleção da Holanda, no dia 24 de julho, às 08h, horário de Brasília, também em Miyagi, e a Zâmbia, no dia 27, às 08h30, em horário de Brasília, desta vez, em Saitama.

Foto: Sam Robles/CBF

Além das Guerreiras do Brasil e das outras seleções do Grupo B, Japão, Canadá, Grã-Bretanha e Chile, pelo Grupo A, e Suécia, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia, pelo Grupo C, também estão na disputa. Se classificam para a fase seguinte, os dois primeiros colocados de cada grupo, acompanhados pelos dois melhores terceiros colocados. Depois disso, virão as semifinais, disputa pelo terceiro lugar e final.

Dentre as participantes da atual edição, somente os Estados Unidos já conquistaram uma medalha de ouro, mais precisamente, quatro. Em 2000, a Noruega conquistou a medalha e em 2016, foi a vez da Alemanha subir no topo do pódio. A competição conta com o futebol feminino, como categoria oficial, desde as Olimpíadas de 1996, realizada em Atlanta. Ao todo, as seleções femininas estiveram presentes em seis edições.

No Brasil, a interminável Formiga já esteve em todas elas e, neste ano, vai para sua sétima participação. Logo atrás, com quatro participações, vem a rainha Marta. Este poderá ser os últimos Jogos Olímpicos dessas lendas brasileiras e uma conquista da inédita medalha de ouro viria para coroar esses ciclos.

A Seleção Brasileira passa por um processo de evolução e crescimento. Apesar de ter perdido para os Estados Unidos, uma das seleções favoritas na disputa pelo ouro olímpico, na última edição do torneio She Believes Cup, o Brasil apresentou um futebol mais organizado. Quatro meses depois, o trabalho continua se aprimorando cada vez mais.

É válido lembrar que a técnica da Seleção Brasileira, Pia Sundhage, tem uma bagagem vencedora em Jogos Olímpicos. Em 2008 e 2012, no comando da Seleção dos Estados Unidos, a treinadora conquistou duas medalhas de ouro. Nas Olimpíadas de 2016, Pia foi técnica da Suécia, eliminando os Estados Unidos e o Brasil, conquistando uma medalha de prata.

O caminho até o pódio é difícil e seguimos na torcida, mas, mesmo qua a Seleção Brasileira feminina acabe não conquistando a medalha de ouro neste ano, muitas coisas boas virão e nos já escutamos os sinais.

Foto: Sam Robles/CBF

Foto de destaque: Sam Robles/CBF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s