Reta final da Bundesliga traz troca entre técnicos e surpresas

Com duas rodadas de antecedência, o Bayern de Munique pode conquistar o nono título seguido no final de semana. Porém, a briga pela vaga na UEFA Champions League vem pegando fogo

A reta final do futebol alemão está bem animada. Apesar de não ter mais representantes nas fases finais da UEFA Champions ou da UEFA Europa League, a Bundesliga está mais animada do que nunca. Com 31 das 34 rodadas já realizadas, o Bayern de Munique precisa de apenas mais uma vitória para conquistar o seu nono título seguido do campeonato nacional. Apesar do título já estar bem encaminhado para os bávaros, parece que as vagas para Champions, Europa League e a briga pelo rebaixamento seguirão até o último minuto. 

No topo da tabela, a sete pontos de distância do Bayern, o RB Leipzig ainda permanece sonhando com o  tropeço do adversário e o título, que seria inédito. Além da briga por título, Wolfsburg, Eintratch Frankfurt, Borussia Dortmund e Bayer Leverkusen brigam por duas vagas na Champions League e uma vaga na Europa League.

Do outro lado da tabela a situação não é diferente. Apesar do já rebaixado Schalke 04, ainda resta uma vaga direta e uma vaga para o playoff, que é disputada pelo 16º colocado da Bundesliga contra o 3º colocado da segunda divisão. As duas vagas são disputadas por: Hertha Berlin, Colônia, Arminia Bielefeld e Werder Bremen.

A briga na parte de cima

A corrida por vagas na UEFA Champions League e na Europa League nunca esteve tão animada. Isso aconteceu muito por conta da queda de rendimento do Bayern de Munique, principalmente tendo a temporada passada como referência. Apesar dos mesmos jogadores e da mesma base, o Bayern de Munique de 2021 é bem diferente do de 2020: eliminados na UEFA Champions League pelo PSG e na Copa da Alemanha. Mesmo assim, são 22 vitórias, cinco empates e quatro derrotas nos 31 jogos da Bundesliga, somando 71 pontos. Provando que a fase não é a mesma, os bávaros poderiam conquistar o nono título seguido da Bundesliga se vencesse o Mainz fora de casa no último sábado, mas perdeu o jogo por 2 a 1 e adiou a conquista. 

Correndo por fora na disputa por título vem o RB Leipzig, que também não faz boa temporada comparando com a última. O semifinalista da UEFA Champions League 2019/20 não conseguiu passar das oitavas de final da atual temporada, sendo eliminado pelo Liverpool. Na Bundesliga, os touros têm 64 pontos e precisam ganhar seus jogos e dos tropeços do Bayern para sonhar com o título. Além da corrida no campeonato nacional, o Leipzig ainda briga por vaga na final da Copa da Alemanha, onde enfrenta o Werder Bremen nesta sexta-feira (30).

Falando um pouco dos outros times do G4, temos dois times que são vistos por muito como intrusos. Para quem imaginava Borussia Dortmund, Borussia Mönchengladbach e Bayer Leverkusen como nas últimas temporadas, pode levar um susto ao ver a tabela. Wolfsburg e Eintracht Frankfurt, que brigavam pelo meio de tabela na temporada passada, estão com as duas vagas restantes da UEFA Champions League. Do lado verde da história, a última vez que frequentaram a Champions foi na temporada 2015/16, onde foram eliminados nas quartas de final. Já o Frankfurt volta à competição depois de exatos 62 anos. O terceiro lugar do Wolfsburg tem sete pontos de diferença do vice-líder e apenas um na frente do Frankfurt.

Também com um ponto de diferença para o G4, temos o Borussia Dortmund de Erling Haaland. Apesar de chegar até as quartas de final da UEFA Champions League e ainda estar vivo nas semifinais da Copa da Alemanha, a temporada dos aurinegros não é tão boa quanto esperavam. Os tropeços na Bundesliga fizeram o time brigar para estar na posição que está hoje: lutando para permanecer na Champions. Um pouco mais atrás, há cinco pontos do Dortmund, está o Leverkusen, que ainda sonha com sua vaga na Europa League.

A briga para não cair

Do outro lado da tabela, a situação não é diferente. A única vaga garantida na 2. Bundesliga é a do Schalke 04, que faz uma das piores campanhas da história da competição e foi rebaixado após 30 anos seguidos na primeira divisão. O time de Gelsenkirchen é um dos mais tradicionais do futebol alemão e volta à divisão anterior apenas 10 anos depois de chegar a uma semifinal de UEFA Champions League contra o Manchester United e de ser vice-campeão da própria Bundesliga em 2018. Mesmo com um jogo atrasado, são apenas duas vitórias em 30 rodadas e o time soma 13 pontos.

Apesar da vaga garantida do Schalke, sobra uma vaga direta que também parece que será decidida nos momentos finais da competição. Na atual vice-lanterna, aparece o Hertha Berlin de Matheus Cunha, com 26 pontos. Com três pontos a mais que o time da capital e com a vaga para o playoff está o Colônia. Não muito longe dali, com 30 pontos, temos o recém-promovido Arminia Bielefeld e Werder Bremen, que também brigou para não cair na temporada passada.

O que pode colocar mais fogo na briga é o fator jogos atrasados. Apesar de Werder Bremen, Colônia e Arminia já terem jogado todas as 31 rodadas, o Hertha Berlin tem três jogos atrasados de rodadas anteriores, sendo que um deles é contra o Schalke 04. Além dos jogos atrasados, os times ainda terão jogos entre si nas próximas rodadas.

O troca-troca de técnicos

Além da briga por vagas nas competições europeias e contra o rebaixamento, a dança das cadeiras no comando técnico dos times alemães virou uma novela à parte. Além do próprio Schalke 04 que teve cinco técnicos diferentes em apenas uma temporada, os times do topo não deixaram de trocar técnicos.

O primeiro a ser demitido foi Lucien Favre, que saiu do comando do Borussia Dortmund em dezembro de 2020. Apesar de optar pela solução caseira e manter Edin Terzic até o final da temporada, o clube já anunciou a nova contratação para 2020/21: Marco Rose, atual técnico do Borussia Mönchengladbach. Os potros, que ficaram em quarto colocado na temporada passada, caiu bastante de produção após o anúncio da saída de seu comandante. Porém, o time também não demorou para anunciar seu novo treinador para a nova temporada: Adi Hütter, que está no comando do Eintracth Frankfurt. E adivinha quem pode ser anunciado no final da temporada como novo técnico do Frankfurt? Ele mesmo: Lucien Favre.

Outros dois que trocaram de comando foram líder e vice-líder: após duas temporadas no comando do Bayern de Munique e a tríplice coroa na temporada passada, Hansi Flick deixará o comando dos bávaros. Apesar de ainda não anunciado, o destino deve ser a Seleção Alemã, já que a Federação Alemã anunciou a saída de Joaquim Löw após a Eurocopa. Quem chega para o comando do Bayern já em junho será Julian Nagelsmann, que está à frente do vice-líder RB Leipzig. O técnico de 33 anos chegou nos touros também em 2019 e levou o time a uma semifinal de UEFA Champions League e ao vice-campeonato nacional na temporada passada, colocando o Leipzig como um dos grandes clubes alemães da atualidade. Quem chega para substituir Nagelsmann é o norte-americano Jesse Marsch, que está no RB Salzburg, da Áustria.

Foto em destaque: Divulgação/Reuters

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s