Especial Libertadores: Club Atlético Independiente – O Rei de Copas

O clube se orgulha por ser o único clube de futebol do mundo a ter tido sua bandeira levada para a lua, conforme relata documentos no museu do clube, em sua sede social localizada na principal avenida de Avellaneda

Club Atlético Independiente, ou simplesmente Independiente, é um dos clubes mais respeitados do mundo, devido às suas sete conquistas de Copa Libertadores, além de duas conquistas da Copa Intercontinental. Sua sede social e seu estádio ficam na cidade de Avellaneda, Província de Buenos Aires.

Original de Monserrat, bairro histórico da cidade, foi fundado oficialmente no dia 1º de janeiro de 1905, sendo que a instituição havia sido criada no dia 4 de agosto do ano anterior. Na temporada 2013–14 a equipe disputou, pela primeira vez em sua história, a Primera B Nacional.

Apelidado de Rei de Copas, por causa de seus 16 títulos internacionais reconhecidos pela Conmebol e pela Fifa, o Independiente é o recordista de conquistas em Libertadores da América, em 1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984, incluindo o bi de 1964 e 1965 e o tetra, inigualado até hoje, entre 1972 e 1975.

Também conhecido como Diablo ou Diablo Rojo (Diabo ou Diabo Vermelho, por causa do uniforme) ou “Orgulho Nacional”, o Independiente apresenta algo peculiar em sua história: o fato de ter mais troféus internacionais que nacionais. Na Argentina, os clubes em que essa peculiaridade ocorre são: Independiente, Club Estudiantes de La Plata e Club Atlético Talleres de Córdoba.

É considerado um dos cinco grandes da Argentina – junto com River Plate, Boca Juniors, San Lorenzo e Racing.

Com o Racing, seu maior rival, é protagonista de um dos maiores confrontos do futebol argentino, o Clássico de Avellaneda, município da Província de Buenos Aires em que ambos estão sediados.

Tantas vitórias na competição mais importante das Américas levaram o clube a batizar seu estádio exatamente com o nome deste torneio. No Mundial, foi campeão em duas oportunidades, nas temporadas de 1973 e 1984. Ganhou também as Copas Interamericanas de 1972, 1973 e 1975, além da Recopa Sul-Americana de 1995, a Sul-Americana de 2010 e das Supercopas Libertadores de 1994 e 1995.

A Supercopa de 1995, por sinal, foi a primeira competição em que o Rojo se defrontou com o Flamengo, em uma final de título de âmbito sul-americano. A competição reunia anualmente todos os campeões das edições anteriores da Libertadores.

Libertadores

Os 7 troféus do Independiente (Argentina) – Foto: Troféus do futebol

O “Diablo” é o maior vencedor da Copa Libertadores da América, o torneio de clubes mais importante do continente sul-americano, com sete conquistas, sendo também o único tetracampeão consecutivo (esse ano completa 46 anos do tetracampeonato), o único clube que disputou finais em mais de uma oportunidade (sete no total) e se sagrou vencedor em todas, o primeiro clube argentino a sagrar-se campeão e bicampeão da competição, e também o primeiro destes a conquistá-la invicto, sendo que, entre os clubes do futebol de seu país, é o terceiro com o maior número de participações, 19 ao todo.

Ganhou também três Copas Interamericanas, uma Copa Suruga Bank, duas Supercopas Sul-Americanas, uma Recopa Sul-Americana, duas Copa Sul-Americana e duas Copas Intercontinentais, em 1973 e 1984.

Independiente vive drama dentro e fora de campo

Como nem tudo é festa no futebol, o Independiente acabou caindo em uma crise forte. Sete títulos da Libertadores no museu e uma complicada situação financeira. Essa é a realidade do Rojo, maior campeão do principal torneio da América do Sul e atualmente devendo para elenco, jogadores e até dirigente.

E mesmo sendo o maior vencedor da Libertadores, o Club Atlético Independiente, vem passando por uma crise gigantesca em sua instituição e não é de hoje. Dentro de campo, em janeiro, o clube perdeu as chances de classificação para as finais do Campeonato Argentino.

E fora de campo, o Rey de Copas viu oito de seus 25 dirigentes deixarem o time, transformando negativamente o cenário dos bastidores do clube. Além disso, a saída que mais balançou o clube foi a de Jorge Burruchaga, herói da final da Copa do Mundo de 1986 para a Seleção Argentina, e que há nove meses vinha desempenhando o papel de manager do Independiente.

Outra saída importante foi a de Jorge Damiani, diretor de futebol do clube vermelho de Avellaneda, que pediu afastamento do cargo por nove meses.

Muitos dos contratos firmados pelo clube são em dólar, ao passo que a moeda nacional, o peso argentino, está se desvalorizando, fato que atrapalhou muito as já apertadas contas.

“Vamos ter que renegociar alguns contratos”, disse o vice-presidente do clube, Pablo Moyano. Ou seja, pagar menos do que o prometido.

De acordo com informações do Diario Olé, o salário mais alto do elenco é de cerca de R$ 385 mil mensais, algo que o clube não consegue mais bancar.

Em novembro, parte da cota de televisão do clube foi bloqueada para pagar 10% das dívidas com os jogadores, seguindo regras da Superliga Argentina. Em dezembro, serão 20%, uma vez que a diretoria já comunicou que não conseguirá pagar.

Estádio

O Estádio Libertadores de América, foi o segundo estádio de concreto da América Latina (o primeiro fora o Estádio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro), inaugurado no dia 4 de março de 1928. Antes de sua reconstrução (que começou em 2007 e já foi concluída), também foi conhecido pelo apelido de Doble Visera. Tinha capacidade para 52.823 pessoas, capacidade esta que foi reduzida para 36.000 para atender à exigências de segurança da FIFA, e aumentou recentemente para 48.000 lugares em efeito da última e já citada reforma. A base seguida para a realização deste estádio foi a do Old Trafford, estádio do Manchester United Football Club, da Inglaterra.

Uniformes atuais

  • Primeiro uniforme: Camisa vermelha, calção e meias azuis;
  • Segundo uniforme: Camisa branca, calção e meias vermelhas;
  • Terceiro uniforme: Camisa azul, calção e meias azuis.

Foto de destaque: Club Atlético Independiente

Um comentário sobre “Especial Libertadores: Club Atlético Independiente – O Rei de Copas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s