Amanda Gutierres: a camisa 19 das Sereias da Vila

Amanda Gutierres tornou-se um dos grandes destaques do time da baixada

Com apenas 19 anos e vestindo a camisa 19 das Sereias da Vila, Amanda Gutierres chegou ao time em 2018 para disputar campeonatos na categoria de base do Alvinegro praiano, terminando como artilheira do sub-18 em 2019.

Para mim, foi muito importante essa caminhada. Até mesmo porque, dos times que eu passei antes, não tinha nem transmissão dos jogos, então foi surpreendente quando fui para a base do Santos”.

A centroavante foi crescendo cada vez mais no time santista, chegando assim à mudança do time da base para o principal. Junto com o Santos, Amanda fez um trabalho entre os dois elencos, disputando, em 2019, campeonatos na base e no profissional.

Entrevista com Amanda (Arquivo Pessoal)

Gutierres acabou sendo muito bem falada e isso desencadeou em melhorias na sua vida dentro do futebol. Em 2020, a camisa 19 foi entrando aos poucos nos jogos e sendo um dos grandes destaques, conquistando a confiança do até então técnico Guilherme Giudice.

Eu acredito que estava sem ritmo de jogo um pouco. Quando comecei a jogar mais tempo, comecei a me soltar mais e as coisas começaram a acontecer. Acho que vai muito dos treinos que a gente faz”.

Amanda terminou o ano conquistando a Copa Paulista com o Santos, sendo artilheira da competição com cinco gols, uma média de 1.25 por partida. Além disso, ela também foi a jogadora com mais assistências, cinco também no total.

Gutierres já é um dos nomes que renovou com as Sereias da Vila para mais uma temporada. “Eu acho que posso fazer mais gols, é o mais importante, ainda mais para minha posição. Não tem muito o que melhorar. Eu almejo muitos títulos para esse ano também”.

O começo no futebol

Como muitas, Amanda começou seu futebol com os meninos desde pequena, com seus seis, sete anos. Ela jogava no campo com os meninos e na quadra tinha contato com as meninas.

A bola que me escolheu, desde pequena eu jogo bola, desde meus seis ou sete anos”.

A partir disso, a centroavante escolheu se arriscar e viver do futebol. Amanda saiu do Paraná, onde morava, e foi para São Paulo morar com a tia para poder se aproximar do seu sonho de jogar bola.

Antes do Santos, ela havia passado pelo Vila Guarani, Embu das Artes e Foz Cataratas. Assim, ela passou para a base do alvinegro praiano e começou seus passos com a camisa.

Amanda havia passado por outras posições antes de se encaixar como atacante, a posição favorita da família. A centroavante contou que joga em todas as posições, preferindo mesmo o ataque.

Até quando eu jogo sem marcar, minha família me manda mensagem, publica que eu joguei. Isso é muito legal para mim”.

O Santos e seu crescimento no futebol

Sendo um dos times que investe no futebol feminino e tem uma grande história, o Santos trouxe visibilidade para a carreira de Amanda Gutierres. “Quando eu subi para o adulto, praticamente ninguém acreditou. Até mesmo de onde eu saí para chegar até lá”.

Com a base, a atacante acabou recebendo um ótimo trabalho que melhorou o seu futebol e fez com que crescesse em campo, como ela mesmo contou ao Rainhas do Drible.

Eu acho que os profissionais que eu trabalhei na base me ajudaram muito. Desde quando aconteceu a base, já tinham dois excelentes profissionais que davam o trabalho para a gente em alto nível”.

Mesmo com tudo isso, Amanda contou que ficou surpresa ao saber que iria para o profissional. Ela completou dizendo que achava que estava preparada para aquele momento, mas não para subir. A ficha demorou um pouco para cair e foi vir quando já estava em casa, longe do Santos.

Em 2020, Amanda ajudou na conquista da Copa Paulista pelo time da baixada, ela bateu a primeira cobrança de pênalti do clube. “Todo título que eu ganhar com o Santos, sempre vai ser muito importante. Na hora do pênalti, eu fui tranquila. Nas cobranças que a gente vinha treinando, eu só tinha errado uma de todas. Eu fui confiante”.

Com esse crescimento e destaque, a atacante começou a ter nome presente nas listas de convocação da Seleção Brasileira sub-20.

Para mim, sempre será muito importante estar vestindo a camisa da Seleção Brasileira, representando nosso país. É algo muito grande, que vou desejar sempre. Quando você está lá é uma sensação inesquecível. Para a gente chegar lá, precisamos estar em alta performance, vamos treinar para chegar na principal. Precisamos mostrar, sabemos disso”.

Para finalizar a conversa, Amanda falou sobre seus sonhos com a camisa e eles incluem a Seleção principal antes de qualquer coisa. O maior deles é conquistar títulos e trazer para o país.

Uma das coisas mais especiais de se ver é quando Amanda se define em uma palavra, como feliz. O sorriso no rosto da camisa 19 está sempre presente e espera-se que aumente cada dia mais.

Foto de destaque: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s