Uma possível final brasileira na Copa Libertadores da América

Caso o Santos se classifique nesta noite (13), diante do Boca Juniors, a Libertadores terá sua terceira final entre times brasileiros

Em um jogo emocionante, com defesas importantes de Weverton e atuações do VAR, o Palmeiras garantiu sua vaga na final da Copa Libertadores. Neste momento, o Santos encara o Boca Juniors e busca repetir o feito. Em caso de classificação do Peixe, a competição mais cobiçada da América do Sul terá sua terceira final brasileira. Nas outras duas oportunidades, São Paulo, Athletico-PR e Internacional estavam na decisão.

Santos e Boca Juniors estão fazendo o segundo jogo da semifinal, na Vila Belmiro. A primeira partida, realizada na Argentina, terminou em 0 a 0, com direito a um polêmico pênalti para o Peixe, que sequer foi checado pelo árbitro na cabine do VAR. Este é o sexto encontro das equipes. O histórico aponta duas vitórias para cada lado e um empate. Em caso de classificação, o Santos fará sua sexta final.

O Palmeiras já garantiu sua vaga na final da competição. Na primeira partida diante do River, o time Alviverde abriu 3 a 0, com Rony, Luiz Adriano e Viña, em um duelo épico. No segundo jogo, realizado no Allianz Parque, o River, em uma excelente atuação, venceu o Palmeiras, em dos seus piores jogos no comando de Abel Ferreira, por 2 a 0, com gols de Rojas e Borré.

Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Com o placar construído no jogo de ida, acrescido de uma atuação segura da arbitragem, auxiliada pelo VAR, e também das importantes defesas de Weverton, o Palmeiras garantiu sua vaga na decisão da competição, pela sexta vez em sua história.

Esta pode vir a ser a terceira final entre times brasileiros na Libertadores, a primeira sendo um clássico estadual, caso o Santos avance. Portanto, o chamado ‘Clássico da Saudade’ pode marcar a decisão de uma competição internacional oficial pela primeira vez na história. Segundo registros, Santos e Palmeiras já se enfrentaram mais de 330 vezes. O histórico aponta vantagem palmeirense.

Foto: Ivan Storti/Santos FC

A primeira final brasileira na Copa Libertadores ocorreu em 2005. Na oportunidade, São Paulo e Athletico-PR se enfrentaram na decisão, dividida em duas partidas. No jogo de ida, na Arena da Baixada, o placar foi de 1 a 1, com gols de Aloisio Chulapa para o time paranaense e Durval, que marcou contra. Na segunda partida, a equipe paulista venceu por 4 a 0, com gols de Márcio Amoroso, Fabão, Luizão e Diego Tardelli, se consagrando campeã da América.

Em 2006, Internacional e São Paulo fizeram a segunda final brasileira da Libertadores. No primeiro jogo, o Colorado venceu o Tricolor no Morumbi por 2 a 1, com gols de Rafael Sóbis para o Inter e Edcarlos para o time paulista. Na segunda partida, o resultado final foi de 2 a 2, com gols de Fernandão e Tinga para a equipe gaúcha e Fabão e Lenílson para o São Paulo. O placar agregado foi de 4 a 3 para o Internacional, campeão da Libertadores de 2006.

A final desta edição da Libertadoras será realizada em partida única, no dia 30 de janeiro, no Maracanã, sem a presença de público.

Arte de destaque: Mariana Silva/Rainhas do Drible

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s