Da base para o profissional: a zagueira Sassá

Sassá atua no Santos e está realizando a transição da base para o time profissional

Peça importante nos jogos das Sereinhas da Vila, a zagueira Sabrina Martins, conhecida como Sassá, entra em campo hoje para a final do Campeonato Paulista sub-17. A partida, que inicia às 15h, será contra a Ferroviária.

Sassá foi responsável por marcar um gol na última partida santista, contra o São Paulo. Ela ajudou o time a conquistar a classificação para a próxima fase. E, o que mais foi comentado nesse momento, foi a reação da jogadora em campo. Sabrina marcou o gol, ajoelhou e começou a chorar.

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Foi muito gratificante ter marcado o gol e ter ajudado a minha equipe a se classificar. Passou meio que um filme na minha cabeça de tudo que aconteceu comigo para chegar onde eu estou, foi uma sensação de gratidão e felicidade”, contou.

Sassá disse ao Rainhas do Drible que espera conseguir conquistar esse título com a equipe do Santos, pois, em 2019, o time alvinegro acabou batendo na trave e ficando com o vice-campeonato.

A trajetória da zagueira

Iniciando seu futebol na rua e com os meninos, Sabrina logo foi para o futsal, algo que ela escolheu. O professor que a auxiliava naquele período sugeriu que a atleta realizasse um teste para o futebol e foi nesse momento em que ela começou a jogar e se apaixonar pela modalidade.

Fiquei muito feliz quando soube que ia jogar com a base, é bom estar com meninas da minha idade para descontrair um pouco e conhecer mais pessoas. Na categoria de base, o atleta aprende tudo sobre o esporte, aprende a ser atleta dentro e fora de campo, desenvolve suas habilidades, cria hábitos na sua rotina, tanto de treinamento quanto na alimentação”, disse.

Sassá faz parte de um projeto, o Meninas em Campo. Em 2018, o Santos fechou uma parceria para realizar o desenvolvimento das categorias de base femininas. Com isso, algumas meninas têm a chance de disputar campeonatos vestindo a camisa santista, como acontece com o Paulistão sub-17.

Algumas dessas atletas recebem a oportunidade de se unirem ao time profissional santista, que foi o que aconteceu com a zagueira Sassá. Ela contou um pouco de como ficou quando recebeu o convite.

Eu fiquei em estado de choque, não estava acreditando. A primeira coisa que eu fiz foi chorar de felicidade e agradecer a Deus por ter me dado essa oportunidade”.

Com o apoio da família para jogar bola, algo muito importante para essas garotas, Sassá vem crescendo cada dia mais no futebol. Ela ainda está na transição entre a base e o profissional santista, mas espera-se que Sabrina tenha cada vez mais oportunidades e fique integralmente no profissional.

Além de atuar pelo Santos, Sassá está presente em muitas das convocações da Seleção Brasileira sub-17. A zagueira contou que se inspira em Sergio Ramos e Virgil van Dijk, dois grandes zagueiros do futebol europeu. Para o futuro, a menina de apenas 17 anos espera poder ter saúde, um diploma e conseguir manter a sua família sempre próxima, algo que nos fortalece.

Foto de destaque: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s