Brasil: A relação entre estratégia e desempenho

Ontem (17), a Seleção Brasileira foi a Montevidéu enfrentar o time do Uruguai e conseguiu uma vitória por 2 a 0, com gols de Richarlison e Arthur

Somando mais essa vitória, o Brasil torna-se o líder das Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar 2022. O jogo foi assistido por pouquíssimos torcedores, já que passou apenas em serviços de streaming pagos. Nenhuma televisão aberta transmitiu a partida, como era de costume.

O jogo foi o primeiro grande desafio da Amarelinha na temporada, por enfrentar o time mais qualificado até então. Antes, enfrentou a Bolívia – 5 a 0 –, o Peru – 4 a 2 – e a Venezuela – 1 a 0. Os próximos dois jogos testarão os comandados de Tite, já que enfrentarão a Colômbia e a Argentina, times com grande probabilidade de chegar a Copa do Mundo.

Mesmo com todos os resultados positivos e tendo sofrido apenas dois gols em todos os jogos das Eliminatórias, o treinador Tite vem sendo muito criticado pelo fato do Brasil não estar apresentando um futebol vistoso, agradável de ser assistido.

Brasil e Uruguai tiveram desfalques para o jogo. A Covid-19 tirou importantes jogadores das duas equipes, assim como lesões musculares. Grandes jogadores como Luis Suaréz e Matias Viña não puderam jogar pelo lado uruguaio e os brasileiros Gabriel Menino e Casemiro foram diagnosticados com coronavírus, enquanto Neymar JR, Philippe Coutinho, Éder Militão, Rodrigo Caio e Fabinho ficaram de fora por estarem lesionados.

Mesmo com tantas baixas, Tite conseguiu traçar uma estratégia que anulou o time azul do jogo. Muito equilibrado, o Brasil conseguiu encontrar os espaços e expor pouco sua zaga, não levando muitos sustos. Pior para o Uruguai, que assistiu seu centroavante Cavani ser expulso após uma revisão do VAR por conta de uma entrada dura em Richarlison no segundo tempo, qualquer tentativa de reação parou por aí.

A rivalidade entre os sul-americanos coloca o Brasil em grande vantagem. Desde 2011, os uruguaios não conseguem uma vitória: foram 11 jogos, 6 vitórias brasileiras e 5 empates. Em Montevidéu, é a terceira vitória consecutiva.

Everton Ribeiro (FLA), pode ser considerado o grande destaque da partida. Isso porque, além de substituir à altura os jogadores de ataque cortados, ele vestiu a camisa 10, conseguiu trazer qualidade e velocidade aos lances decisivos. Como o Uruguai propiciou espaço para o Brasil jogar, a defesa fez sua parte e investiu nos lançamentos longos para os pontas.

A estratégia tática de Tite funcionou. Mais desafios virão e será um bom teste para a Copa do Mundo. Devido à complexidade do calendário de jogos, o Brasil não deve jogar com seleções de fora das Américas antes da Copa do Mundo do Catar.   

Foto de destaque: Lucas Figueiredo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s