O que está acontecendo com o Palmeiras de Luxemburgo?

Uma análise sobre o desempenho de um dos maiores times do Brasil e o que está acontecendo atualmente

Há pressão por parte dos torcedores quanto à demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo, do Palmeiras. No jogo do último sábado (10), contra o São Paulo, a equipe palestrina foi derrotada por um placar de 2 a 0 dentro de casa. O Tricolor nunca havia tido tal feito dentro do Allianz Parque.

A torcida organizada Mancha Alviverde publicou um texto em suas redes sociais materializando o descontentamento com Luxemburgo e pedindo a demissão imediata do técnico e de alguns jogadores. “Paciência tem limite e a nossa chegou ao fim”, é a frase que dá início ao manifesto. A crítica se dirigiu ao time em um contexto todo, desde o desempenho de alguns jogadores, como Ramires e Scarpa, até o presidente Maurício Galiotte.

“Tínhamos tudo para sermos os melhores da América e sua falta de pulso é apenas reflexo do time em campo. Culpados temos um monte, mas responsável temos um só”, um dos trechos do texto que demonstra a indignação de uma das maiores torcidas do Brasil contra a diretoria, a política interna e a ação dentro de campo.

O time, que antes estava invicto, acumulando uma quantidade de empates seguidos, mas sem nenhuma derrota, agora teve duas seguidas. O capitão Felipe Melo deu seu pronunciamento, com um tom de revolta na voz dizendo que não dormia há duas noites por conta do jogo, mas afirmou que, sob o ponto de vista dele, não era adequado colocar a conta em cima do técnico.

Mas, de fato, como abordado pela torcida e pelos amantes do time e do futebol, a equipe não é criativa. Como abordado dentro das redes sociais de grandes nomes da torcida verde, o clube se tornou um escudo político de pessoas que não controlam o time de uma boa forma.

Incoerências nas substituições, jogadores que poderiam oferecer um auxílio maior, como o caso do Wesley, sendo ofuscados, enquanto outros que não vêm apresentando um rendimento tão bom sendo postos em campo, como o caso do Rony.

O volante Bruno Henrique está de saída. Foi vendido para o Al-Ittihad, time dos Emirados Árabes. O técnico afirma que isso não prejudicaria o time, já que teriam Patrick de Paula e Zé Rafael na equipe, e como o próprio afirmou em coletiva, “o elenco que temos é esse”.

A ansiedade é o que permeia o coração dos torcedores. É necessário mudanças, mais do que nunca. Continuar deste jeito é decretar uma má fase para o time, e cabe, assim, aos dirigentes e aos que fazem seu trabalho dentro de campo ações efetivas e uma mudança urgente no modo de escalar e no sistema tático.

Foto de destaque: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s