Derby Paulista: Muita provocação e pouco futebol

Nos últimos 26 clássicos entre Corinthians e Palmeiras, quem abriu o placar não saiu derrotado. E na noite desta quinta-feira (10), o resultado não foi diferente na Arena Neo Química

Após a final do Campeonato Paulista, os times se enfrentaram pela primeira vez no Brasileirão, jogo válido pela 9ª rodada. Os últimos confrontos foram marcados por polêmicas, provocação, emoção e até mesmo títulos, mas de modo geral o derby paulista tem deixado a desejar.

O Corinthians tem enfrentado problemas defensivos, preocupando o torcedor que contesta cada vez mais o trabalho de Tiago Nunes, que não encontra soluções e não progride no trabalho, fazendo alterações tardias e com poucas efetividades dentro de campo. Além disso, o encaixe do time é algo que também está sendo questionado.

Do lado do Palmeiras, a transição entre os setores tem sido motivo de críticas, já que em muitos momentos as linhas de marcação não estão alinhadas, permitindo que o adversário aproveite as falhas e gere perigo ao goleiro Weverton. O Verdão, tem enfrentado também problemas na velocidade da circulação da bola e pouca aproximação dos jogadores, que faz com que eles busquem uma bola longa.

Diante de diversos problemas e poucas soluções, o clássico desta quinta-feira teve o resultado mais esperado dentro da partida. Com um primeiro tempo mais equilibrado, o jogo em Itaquera não tinha um grande favorito.

Após o lateral-direito Fagner tirar a bola de Lucas Lima com a mão dentro da área, o jogador foi expulso e mudou o cenário do jogo. Luiz Adriano, fez a cobrança do pênalti e abriu o placar.

Jogando com um a menos, o Corinthians enfrentou dificuldades no segundo tempo, ficando refém principalmente das bolas paradas de Otero. Aos 19 minutos, o Gabriel Veron ampliou o placar, e o que estava difícil, ficou ainda mais complicado. 

O Corinthians já preocupava pelo setor defensivo, e na reta final, ainda que tentasse esboçar alguma reação, não conseguiu. Com a expulsão do Danilo Avelar no fim de jogo, o Timão teve que segurar o jogo mesmo com nove em campo e perdendo por 2 a 0, para não sofrer o terceiro.

A pressão aumenta ainda mais para Tiago Nunes, após este resultado. O Corinthians está com nove pontos em oito jogos, sendo três empates, três derrotas e apenas duas vitórias.

Até o fechamento desta matéria, o presidente Andrés Sanches havia afirmando que manteria Tiago Nunes no cargo.

Foto de destaque: Reprodução/Twitter

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s