Carta aberta: O que ainda temos a aprender com Lionel Messi

Na tarde desta sexta-feira (04), Messi disse que fica por amor ao Barcelona. Venho através desta carta aberta exaltar a importância desse ato não só para o torcedor culé, mas para a humanidade

Querido Leo,

Quanta história, não? Sei que talvez seja muito cedo pra escrever essa carta, até porque você anunciou hoje mesmo que fica. Mas as notícias das últimas semanas ainda ficaram matutando na minha cabeça e não pude deixar de vir aqui para te agradecer. Mas, para isso, tenho que contar minha história. Porque, querendo ou não, ela é minimamente parecida com a sua.

A Beatriz que escreve essas palavras hoje não estaria aqui se não fosse pelo futebol. E quando falo isso, é sem nenhuma pontinha de exagero. Meus pais sempre foram apaixonados por futebol e herdei um pouco disso por tabela. Graças a Deus. Desde muito cedo, queria viver de futebol pra sempre. Tudo aquilo que ele trazia pras pessoas me fascinava e eu tinha a certeza absoluta que nada poderia mudar aquilo.

Por isso, quando anunciei que queria fazer jornalismo, não foi surpresa pra ninguém. Naquele momento, todos sabiam que não tinha volta: o futebol já tinha se tornado mais do que uma parte da minha vida, mas tinha se transformado na minha própria vida.

Tenho consciência de que eu sou dona de só mais uma história em milhões que o futebol ajudou a escrever. E nunca quis ser a única. Todas as pessoas do mundo merecem sentir a mesma coisa que eu sinto assistindo qualquer coisa que me remete ao futebol.

Falando em pessoas que marcaram e ajudaram a escrever essa história, colaborando a desenvolver ainda mais meu amor pelo futebol, temos muitos. Além de brasileiros como Cafu, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Roberto Carlos e Adriano, o futebol internacional também chamava minha atenção.

Eu poderia ficar anos aqui citando cada um deles e como eles mudaram minha vida, mas quase nenhum deles será capaz de traduzir tão bem tudo aquilo que o futebol representa pra mim. Eu falo quase nenhum porque tem uma única pessoa que conseguiu a perspicácia. E pela genialidade necessária para tal façanha, não poderia ser outra pessoa: Lionel Andrés Messi.

É muito fácil falar da grandeza de Lionel Messi. Afinal, são 16 anos de Barcelona, 34 títulos, seis vezes considerado o melhor jogador do mundo e incontáveis momentos que vão ficar pra história. Toda sua genialidade com a bola nos pés faz parecer que não foi ele que foi feito pra ser jogador, o futebol foi feito para Lionel Messi. Por isso, para mim, sempre foi tão fácil torcer para o Barcelona. O ato de ser culé veio antes mesmo que eu quisesse escolher um time.

As comparações com Cristiano Ronaldo nunca fizeram sentido pra mim, porque, na minha visão, não é preciso excluir um para exaltar o outro. Até porque os dois tiveram carreiras completamente diferentes: enquanto Cristiano deixou sua marca em vários clubes, como Sporting, Manchester United e Real Madrid, Messi sempre deixou claro que seu coração só pertence a um lugar: Barcelona. E hoje vimos mais um capítulo histórico disso.

Não vou negar, meu coração culé ficou dividido nessa última temporada. O time não rendeu como esperado, não conquistou títulos, a diretoria não ajudava em nada na situação, a derrota catastrófica na Champions League e, nas últimas semanas, a novela que precisávamos para fechá-la com chave de ouro: você mais perto do que nunca de sair do Barcelona.

Não vou negar que gostaria de te ver em outros times. Seria uma experiência nova pra todo mundo, ainda mais para você que está 16 anos no Barcelona. Meu coração culé doeria? Sim. Sei que o seu doeria também por não ser uma decisão fácil. Porém, não era pra ser agora. Um cara que deu a vida por mais de 20 anos e um dos maiores jogadores da história não pode sair pela porta de trás.

Hoje de manhã, veio a notícia no meu Twitter: Messi disse ao povo que fica. Apesar de todos os problemas com a diretoria, decidiu ficar como prova de amor ao Barça. Confesso que fiquei aliviada pela primeira vez em um bom tempo. O meu sonho de ver Lionel Messi no Camp Nou talvez não esteja tão de pé como estava, mas isso não importa. Só de ver o meu maior do mundo ali, onde ele realmente sempre foi feliz, já vale – mesmo que seja de longe.

Hoje é um dia que entra pra história. Assim como o Dia do Fico foi importante para a história do Brasil, com Dom Pedro I decidindo descumprir as ordens da Corte Portuguesa, você fica no Barcelona e passa por cima de todos os problemas que Bartomeu gerou. A gente sabe que as coisas não vão bem dentro do Barcelona e nós faríamos de tudo para mudá-la. A gente entenderia sua saída repentina, mas não ter uma despedida à altura de tudo aquilo que você proporcionou ao Barcelona seria, no mínimo, irreparável.

Você nos ensinou, mais do que nunca, que o amor sempre prevalece. Não importa a situação. Sempre prevalece. Acho que precisávamos disso, principalmente em tempos como esse.

Temos dois pedidos para você: viva cada minuto como se fosse o último. Mesmo que você renove nos 45 do segundo tempo, viva. Dê tudo de si dentro e fora de campo, como você sempre fez. E o segundo é o mais fácil de todos: seja você mesmo. Nunca perca a essência daquele menino esguio de 13 anos, que chegou ao Barcelona tentando ser melhor a cada dia. Você conseguiu, Messi. Obrigada por isso.

Venho por meio desta carta te agradecer. Muito obrigada por ser quem você é. Por não deixar de ser quem você é dentro e fora de campo. Por todas as histórias que vivemos. Por cada drible, cada falta, cada lance que, apesar da gente conhecer, ainda surpreendemos com o jeito Messi de ser. Obrigada por despertar em mim o desejo de ser mais que um ser humano. Obrigada por todos os momentos mágicos ao lado de Iniesta, Xavi, Neymar, Suárez, Henry e tantos outros. Eles nunca serão esquecidos.

Acima de tudo e por todos, amamos você. Nunca se esqueça disso.

Com amor,

Beatriz. Só mais uma culé.

Foto de destaque: Reprodução/Barcelona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s