Análise: o que o Chelsea ganha com Ziyech e Werner e o que perde com a saída de William?

O meio-atacante brasileiro recusou a extensão do contrato oferecido pelo clube e tem negociações avançadas com o rival londrino, Arsenal

Vai chegando ao final mais uma temporada europeia. Por conta da pandemia de coronavírus, foi mais longa que o esperado e terá menos tempo de descanso para os jogadores. Alguns campeonatos, como a Premier League, já tem datas de retorno definidos para o começo de setembro. Porém, alguns times ingleses ainda não terminaram a temporada 2019/20.

O Chelsea é um dos que decide nesse sábado (08), às 17h, seu futuro na Champions League. O primeiro jogo, que aconteceu ainda em fevereiro, em Londres, acabou com a vitória do Bayern de Munique por 3 a 0. Por isso, os Blues precisam vencer por pelo menos três gols de diferença dos Bávaros.

A primeira temporada de Frank Lampard ao comando do Chelsea foi longe de ser a ideal. Cheia de altos e baixos, o time de Stamford Bridge ficou em 4º lugar na Premier League e volta a disputar a próxima Champions. Apesar de ainda estar vivo na atual edição, o técnico já tem que planejar a temporada que vem, porque já sabemos algumas novidades nos Blues.

A saída de Willian

Após sete anos, o meio-campista deve deixar o Chelsea. Willian não aceitou a renovação de contrato e, segundo matérias publicadas pela imprensa inglesa na última quinta-feira (06), o brasileiro está quase acertado com o Arsenal e só está esperando a temporada terminar de vez.

O contrato dele se encerrava em junho deste ano, mas foi prorrogado até o fim da temporada. Nas últimas semanas, Willian vinha negociando a sua permanência, só que não houve um acordo em relação ao tempo da renovação, já que o jogador queria três anos e o clube dois.

Em sete temporadas, Willian disputou 339 jogos pelo Chelsea e marcou 63 gols. Em 2019/20, ele esteve em campo 47 vezes, sendo titular em 38, fez 11 gols e anotou nove assistências. O brasileiro conquistou, nesse período no clube, dois títulos do Campeonato Inglês, um da Liga Europa, uma Copa da Inglaterra e uma Copa da Liga Inglesa.

Foto: Reprodução/SofaScore

Pelo mapa de calor da temporada na Premier League, podemos ver que Willian joga muito pelos lados do campo, principalmente do direito. Por isso, é considerado um ala. Com alta capacidade de armar o jogo, o brasileiro realiza movimentos inteligentes para receber em condições favoráveis e alia qualidade técnica à visão de jogo para acelerar na hora certa e cadenciar quando necessário, sendo assim uma peça chave para as ações do time no ataque.

A chegada (em boa hora) de Ziyech

Foto: Reuters

Em 14 de fevereiro, a diretoria do Chelsea anunciava a compra de Hakim Ziyech, do Ajax, por 40 milhões de euros (aproximadamente 255,78 milhões de reais). O holandês, naturalizado marroquino, de 27 anos, foi peça fundamental do Ajax de Erik Ten Hag e chamou muita atenção, principalmente na Champions League de 2018/19.

A última edição da Eredivise foi encerrada antes por conta da pandemia de coronavírus, mas Ziyech já tinha seis gols e 13 assistências. Já na UEFA Champions League, onde o Ajax foi eliminado na fase de grupos, foram dois gols e quatro assistências.

Foto: Reprodução/Sofascore

O mapa de calor mostra que Hakim aparece mais pelas laterais do campo. Ele se tornou uma peça muito cobiçada por vários clubes do futebol europeu, principalmente por conta da criatividade e sua importância no meio-campo do Ajax. Apesar de não ser um goleador, tem o passe muito bom, com várias assistências, e a bola parada é uma das suas maiores qualidades.

Não é exagero falar que foi uma contratação pensada. A ponta direita era ocupada por Willian e Pedro no Chelsea, justamente os dois que sairão no final da temporada. Ziyech é o jogador certo que chegou no momento certo.

O goleador também chegou

Foto: EFE/EPA/FILIP SINGER

Se o Chelsea precisava de um goleador, chegou o cara. Timo Werner, de 24 anos, veio do RB Leipzig e é considerado uma das jóias da nova geração alemã, junto com Kai Havertz. Os Blues tiveram que desembolsar 53 milhões de euros para ter Werner no Stamford Bridge.

A temporada de Werner na Bundesliga foi espetacular. Foram 28 gols e oito assistências nos 34 jogos do Campeonato Alemão, sendo o vice-artilheiro da competição porque ficou atrás de Robert Lewandowski. O RB Leipzig também conseguiu eliminar o Tottenham nas oitavas de final da Champions League, classificando-se para a Final 8, que acontece a partir do dia 12. Porém, o alemão preferiu não disputar as fases finais da Champions e começar a pré-temporada no Chelsea.

Foto: Reprodução/SofaScore

Como Werner é um atacante nato que joga pelo lado esquerdo, pode aparecer no lugar ou junto com o jovem Thammy Abraham. Se a opção de Lampard for dois no ataque, pode usar Timo e Abraham e Pulisic e Ziyech no meio-campo, cuidando da parte de criação das jogadas.

Foto de destaque: Michael Regan/Reuters

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s