Paulistão retorna com ‘pé na porta’ e marca clássico entre Corinthians e Palmeiras

Após aproximadamente quatro meses de paralisação, a competição retorna nesta quarta-feira (22)

Com a décima rodada concluída, o Campeonato Paulista paralisou no dia 16 de março devido à pandemia do novo coronavírus. Esta semana, pouco mais de quatro meses depois, o Paulistão registra seu retorno com oito jogos pela 11ª rodada, penúltima da fase de classificação, sendo um deles o Derby paulista.

Atípico como a época que o mundo enfrenta, o clássico entre Palmeiras e Corinthians, frequentemente marcado para os domingos à tarde, ocorrerá na quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), na casa do Timão. O jogo será transmitido pela Rede Globo, SporTV e Premiere.

O último confronto dos rivais ocorreu no dia nove de novembro de 2019, no Pacaembu, e teve o empate por 1 a 1 como resultado. O primeiro de 2020 terá como maior desfalque para o Corinthians a ausência da torcida alvinegra devido aos protocolos de segurança contra a Covid-19. Já o Verdão tem esse como o primeiro jogo sem o atacante Dudu, emprestado para o Al-Duhail, do Catar.

Por suas proporções de jogo e rivalidade, o Derby paulista mobiliza não só os torcedores dos times envolvidos, mas em geral todo amante de futebol. Dessa vez não será diferente, mas as expectativas diante do clássico são muito maiores. Por isso, convidamos a corinthiana Maria Botelho, de 17 anos, e a palestrina Fernanda Radiante, de 22 anos, para comentar sobre esse jogo que, na presente situação, é mais esperado do que nunca.

Derby na volta do campeonato e na primeira atuação dos dois times

Maria conta que está com receio porque o Corinthians não vem fazendo uma boa campanha esse ano e voltou a treinar há pouco tempo. Além disso, para ela, o jogo será uma surpresa, porque os torcedores não têm um jogo recente como base para saber como os jogadores estão nem o que esperar deles.

“Eu acho que vai ser um jogo que o time vai dar a vida porque é um jogo importante para o Corinthians, para esse campeonato. E eles estão sendo muito cobrados, tanto o time quanto a diretoria. Então eles precisam dessa vitória”, diz.

Para Fernanda, o melhor jogo e a melhor rivalidade que existe no Brasil é Palmeiras e Corinthians. Ela conta que, como o Palmeiras vem caminhando de traumas em relação ao Derby, fica “muito ansiosa para que tudo isso mude”. E completa: “Quando eu fiquei sabendo que já estava marcado, mas que seria o jogo de estreia da volta, eu fiquei muito contente porque é um jogão”.

Ausência da torcida alvinegra no clássico

Pela primeira vez na história, devido à pandemia de Covid-19, o Derby não terá público. Isso pode influenciar no resultado do jogo.

A palmeirense conta que, como torcedora do principal rival do time, fica muito mais aliviada já que o jogo não terá torcida, porque, para ela, “passar por cima do Corinthians com aquela torcida cantando os 90 minutos é um perrengue”. Além disso, diz que “sem torcida, o campo acaba ficando mais neutro, então o jogo é de igual para igual, não tem nenhuma tensão a mais”.

“Na minha opinião, o Corinthians é um time que é feito de torcida […] então eu acho que vai dar aquele baque, eles vão sentir falta quando pisarem no gramado, mas acho que por ter os sons, alguns posters com fotos da torcida e por ser na Arena, que é um lugar que é nosso, acho que eles vão sentir um pouco a torcida lá. Mas o Palmeiras pode se aproveitar disso”, afirma a corinthiana.

Primeiro jogo do Palmeiras sem Dudu

Maria acha que os jogadores do Palmeiras vão sentir muito a falta dele, principalmente nesse primeiro jogo, que é logo um clássico. “Eu acho que ele não se destacava muito em clássicos, mas ao todo, numa jogada, o time precisava dele, era sempre ele contra o Corinthians, era uma rivalidade bem forte […] então eu acho que o Corinthians pode se aproveitar disso e é algo para ser aproveitado, porque vai faltar ele ali no time do Palmeiras”.

Fernanda conta que o nome de Dudu pesava bastante e que, com certeza, ele vai fazer muita falta, mas crê que sem ele em campo o Palmeiras trocará mais passes, que “as jogadas serão muito mais rápidas e os jogadores vão começar a trabalhar mais a bola no campo inteiro”. Coisas que para ela “faltavam há muito tempo no futebol do Palmeiras”.

O histórico dos últimos Derbys

O histórico dos últimos Derbys mostra que, mesmo que o Palmeiras estivesse em melhor fase que o Corinthians, acabava perdendo ou empatando os jogos. Dessa vez não é diferente.

A palestriana comenta que, mesmo com a instabilidade do Palmeiras dentro da Arena, a atual situação do Corinthians acaba abalando o emocional dos jogadores dentro de campo e que isso pode influenciar no resultado do jogo. Além disso, para ela, “eles vão jogar um pouco mais pressionados, querendo ou não, por causa da tabela, pois eles não estão em uma posição tão boa quanto nós, então isso acaba pesando bastante”.

Para Maria, o Derby sempre foi um jogo bem pesado para o Corinthians. “Tem muita cobrança, então o futebol deles muda totalmente. Eu acho que é algo que eles sentem que têm a obrigação de ganhar […] então sempre é algo que até quem não torce para nenhum dos dois times se vê surpreso pela posição do Corinthians quando entra num jogo contra o Palmeiras”, diz.

Mas sempre é isso de ganhar de time grande, mas quando vai jogar com time pequeno, como será na próxima rodada, que é contra o Oeste, às vezes fazer algo que a gente não entende. Porque num jogo foi tão bom contra um time grande, e aí contra um time pequeno vai lá e faz algo que prejudica todo o campeonato”, completa.

De fato, as torcedoras têm razão. É um jogo de incertezas e adaptação ao “novo normal”. O próprio Luxemburgo, técnico do Palmeiras, assim se manifestou na coletiva do último dia 17: “É totalmente diferente, vai todo mundo estranhar, sem público, sem torcedor, tudo diferente. Ninguém sabe o que pode acontecer. Vai ser um Corinthians e Palmeiras que ninguém nunca viu, vai ser um privilégio participar porque é totalmente atípico. Mas é Corinthians x Palmeiras, né?”.

Foto de destaque: Miguel Schincariol/Getty Images

2 comentários sobre “Paulistão retorna com ‘pé na porta’ e marca clássico entre Corinthians e Palmeiras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s