Clubes brasileiros se beneficiaram com transação entre Barcelona e Juventus

Grêmio e Goiás lucraram com a venda do volante Arthur, do Barcelona, para a Juventus

Arthur, que atualmente atua pelo Barcelona e está prestes a se transferir para a Juventus, teve o início da sua trajetória nas categorias de base do Goiás, onde ficou dos 12 aos 14 anos, quando se transferiu ao Grêmio. A venda dos espanhóis ao clube italiano beneficiará tanto aos gaúchos quanto aos goianos.

O Mecanismo de Solidariedade da Fifa permite que as duas equipes, que fizeram parte da formação do atleta, tenham direito a 5% nas transferências internacionais que envolvam o jogador. A negociação gira em torno de 80 milhões de euros, cerca de 480 milhões de reais na cotação atual.

Com o direito dado pela Fifa, os dois clubes brasileiros teriam direito a aproximadamente 24 milhões de reais. Desse valor, o Goiás tem direito a apenas 15%, recebendo cerca de 3,6 milhões, devido ao tempo que Arthur permaneceu na equipe.

Foto: Reprodução/Globo Esporte

Entenda o Mecanismo de Solidariedade da Fifa

O Mecanismo de Solidariedade é um dispositivo previsto no Regulamento de Transferências da Fifa, que foi criado no inicio dos anos 2000 com o objetivo de incentivar os clubes a formarem atletas para o futebol internacional.

O método permite que 5% do valor total de cada transferência internacional do atleta seja dividido proporcionalmente a todos os clubes pelos quais o jogador teve passagem até completar 23 anos.

Para ter direito ao Mecanismo de Solidariedade, o clube precisa atender de forma concomitante a alguns requisitos, entre eles:

  • Fornecer programa de treinamento nas categorias de base;
  • Fornecer complementação educacional;
  • Estar com o atleta em formação inscrito por pelo menos um ano;
  • Comprovar que utilizou o atleta em competições oficiais;
  • Garantir assistência educacional, psicológica, médica, odontológica, bem como alimentação, transporte e convivência familiar;
  • Manter alojamento e instalações desportivas em condições adequadas.

Em 2019, foi criada a Câmara de Compensação, para garantir efetivamente o pagamento da Contribuição Solidária para os clubes formadores. O principal objetivo é garantir maior transparência e distribuição do dinheiro do futebol em todo o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s