Tragédia, banimento, ídolo sem taça e recordes: o que marca o título do Liverpool

Após 30 anos de espera, finalmente os Reds conquistaram a tão desejada Premier League com um time que pode entrar para a história

Finalmente o jejum acabou. Depois de 30 anos, o título de campeão inglês volta ao Anfield. O 19º título dos Reds veio na última quinta-feira (25), depois da vitória do Chelsea contra o Manchester City em Stamford Bridge, por 2 a 1. O primeiro título da era Premier League, criada em 1992, veio em grande estilo, com sete rodadas de antecedência.

Desde a conquista da temporada 1989/90, o Liverpool ficou com o grito de campeão entalado na garganta por cinco vezes. Além do vice-campeonato na temporada seguinte ao título, também ficou no quase em quatro temporadas da Premier Legue: 2001/02, 2008/09, 2013/14 e 2018/19.

O título com sabor amargo

O título da temporada 1989/90 teve um sabor amargo. O time ainda estava punido de competições europeias por conta da tragédia Heysel, em 1985, quando 39 italianos morreram em um tumulto causado por torcedores do Liverpool antes da final da Copa dos Campeões, que foi vencida pela Juventus.

Um ano após o título inglês, mais uma tragédia envolvendo os Reds. Noventa e seis torcedores morreram após superlotação de um dos setores de Hillsborough, estádio do Sheffield Wednesday, onde o Liverpool jogaria a semifinal da Copa da Inglaterra contra o Nottinghan Forest. A partir deste acontecimento, o futebol inglês mudou radicalmente.

Steve Gerrard: o ídolo sem Premier League

A Champions League em 2005, a Copa da Uefa, atual Liga Europa, e a Supercopa da Uefa em 2001, duas Copas da Inglaterra (2001 e 2006), três Copas da Liga Inglesa (2001, 2003 e 2012) e Supercopa da Inglaterra (2006). Que Steven Gerrard é um dos maiores ídolos da história dos Reds não tem discussão. O único título que faltou para o quadro de troféus do meio-campista foi a Premier League.

Foto: Reprodução/Agência AP

A falta do título veio junto com um drama pessoal de Gerrard. Na temporada 2013/14, o Liverpool liderava a competição, e na antepenúltima rodada um escorregão de Gerrard permitiu a Demba Ba abrir o placar na vitória por 2 a 0 do Chelsea. Na rodada seguinte, um empate com o Crystal Palace custou a liderança, e o Manchester City acabou campeão, dois pontos à frente do Liverpool.

A era Klopp e a temporada quase perfeita

Jürgen Klopp conseguiu alcançar com o Liverpool o que muitos tentaram durante 30 anos: campeão europeu, campeão mundial e, finalmente, campeão inglês. Se observarmos a tabela da Premier League, falamos que não tem onde ‘botar’ defeito. Realmente, a temporada é quase perfeita.

Apesar do tropeço contra o Atlético de Madrid na Champions League, o time de Jürgen Klopp tem a chance de tornar uma campanha incrível e ainda mais histórica a cada rodada.

Os recordes que os Reds alcançaram

  • Melhor começo: o Liverpool alcançou 61 pontos nas 21 primeiras rodadas, sendo a maior pontuação atingida em tal estágio para qualquer equipe entre as cinco grandes ligas europeias. O time ainda engatou seis vitórias e chegou aos 79 pontos na 27ª rodada, até perder para o Watford.
  • Maior pontuação em 38 rodadas: a Premier League tem 38 rodadas. Se a competição fosse disputada entre a 30ª rodada da temporada 2018/19 e a 29ª da temporada 2019/20, o time de Klopp teria conquistado 109 pontos de 114 possíveis, com 36 vitórias, um empate e uma derrota.
  • Maior diferença para o segundo colocado: os Reds alcançaram 25 pontos de distância do vice-líder Manchester City na 29ª rodada, maior distância do primeiro para o segundo lugar alcançada por qualquer time nas cinco maiores ligas europeias.
  • Mais vitórias seguidas em casa: ao vencer o West Ham por 3 a 2, em fevereiro, o Liverpool alcançou sua 21ª vitória seguida em Anfield na Premier League. Superou as 20 vitórias do City em 2011 e 2013.
  • Título com maior antecedência: o Liverpool conquistou seu título sete rodadas antes do final do campeonato. Isso nunca havia ocorrido antes em nenhuma das outras cinco grandes ligas da Europa.

Os recordes que ainda podem sair

  • Mais vitórias como mandante: se o Liverpool vencer Aston Villa, Burnley e Chelsea nos jogos que restam no Anfield, pode se tornar o primeiro time com 100% de aproveitamento em casa. Chelsea (2005/06), Manchester United (2010/11) e Manchester City (2011/12) foram campeões com 18 vitórias e um empate em casa.
  • Maior número de vitórias: o time de Klopp já tem 28 vitórias em 31 jogos. Para conquistar o recorde de vitórias, terá que vencer cinco dos sete jogos restantes. Um pouco mais difícil, mas nada é impossível.
  • Maior pontuação: com 86 pontos, os Reds precisam de 15 dos 21 pontos em disputa para estipular o novo recorde para o campeonato. O atual é do Manchester City de 2017/18, campeão com 100.
  • Campeão com maior diferença: o Manchester City foi campeão em 2017/18 com 19 pontos de distância para o próprio Liverpool. Agora é a hora do troco. Os times têm 23 pontos de distância atualmente.
  • Mais gols marcados: por questões matemáticas, o recorde ainda pode ser batido, apesar de ser muito improvável. Com 70 gols, o Liverpool precisaria de uma média de mais de cinco por partida nas sete rodadas restantes para superar os 106 anotados pelo Manchester City em 2017/18.

Qual recorde não dá mais para quebrar?

  • Mais vitórias seguidas: justo quando o Liverpool alcançaria 19ª vitória seguida para ultrapassar o Manchester City em 2017/18, a derrota contra o Watford veio.
  • Mais vitórias como visitante: com 12 triunfos em 15 jogos fora de casa, o Liverpool precisa ganhar todas as suas partidas como visitantes para igualar ao Manchester City de 2017/18.
  • Menos gols concedidos: esse não dá nem para tentar. O Liverpool tomou 21 gols até agora e o Chelsea de 2004/05, dirigido por José Mourinho, tomou 15.
  • Menos derrotas: outra que não dá para alcançar. A derrota contra o Watford não deixou o Liverpool ser campeão invicto como o Arsenal em 2003/04, que teve 26 vitórias e 12 empates.
  • Maior série invicta: os Gunners de 2003/04 estenderam a série invicta até a temporada seguinte e ficaram 49 jogos sem perder. O Liverpool ficou 44.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s