Clubes brasileiros podem ser punidos pela Fifa por dívidas milionárias

Repletos de dívidas, clubes como Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Santos e Sport podem sofrer graves punições da maior entidade do futebol

Essas equipes acumulam dívidas por conta de negociações com clubes do exterior, e podem receber das mais simples às mais severas punições, sendo elas: uma multa; anulação do resultado de uma partida; derrota por perda forçada; exclusão de uma competição; dedução de pontos; rebaixamento; proibição de transferência; retorno de prêmios e bloqueio de inscrições na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Além disso, é válido ressaltar que, o procedimento para um processo (caso haja), teve suas etapas encurtadas, ou seja, a Fifa já toma uma decisão assim que ambos os clubes respondam a ação.

“A Fifa deu uma potencializada de investimento, aumentou o número de pessoas que trabalham no departamento e com isso ficou super rápido” -afirmou Rafael Botelho, advogado especializado em direito desportivo.

Corinthians

O alvinegro da capital paulista deve ao clube uruguaio Montevideo Wanderers, duas parcelas da compra dos direitos do zagueiro Bruno Méndez -que se juntou à equipe em fevereiro de 2019-. Caso a dívida não seja paga, o clube está sujeito a sofrer um bloqueio em relação a janela de transferências.

•Cruzeiro

O clube mineiro foi punido pela entidade, há cerca de um mês, por dívidas com o Al Wahda, dos Emirados Árabes. A raposa, ao não cumprir com a ordem de pagamento imposta, começará a Série B do Campeonato Brasileiro de 2020 com menos seis pontos na tabela e, além disso, o Cruzeiro ainda pode estar sujeito a novas punições, já que ainda possui 18 processos ativos na Fifa. Segundo Flávio Boson, superintendente jurídico do clube, a diretoria vem tentando minimizar o cenário.

“Risco há, na medida que são ainda 18 processos ativos na Fifa. Mas, esperamos que, com muito esforço, essas punições não venham ocorrer. Que consigamos saldar as dívidas adquiridas. A situação é, de fato, muito triste. É o resultado da má gestão que nos antecedeu, para dizer o mínimo. Todas as dívidas estão sendo objeto de negociação de diversos lados, para captação de recursos e de conseguir a quitação.” -comenta Boson.

Fluminense

O tricolor carioca foi acionado pela Fifa pelo time uruguaio, Boston River, por conta de uma dívida de cerca de R$1 milhão, pelo empréstimo do goleiro Guillermo De Amores, contratado em 2018 -que não chegou a jogar pelo clube.

Segundo o Globo Esporte, o Fluminense entrou quem contato com o Boston visando chegar a um acordo para a quitação da dívida, para evitar possíveis punições, como a perda de pontos no Brasileirão. Caso os times cheguem a um acordo, a ação fica suspensa até o pagamento da dívida.

Santos

O alvinegro do litorial paulista, por conta de uma dívida com o Hamburgo da Alemanha, devido a compra do zagueiro Cléber Reis, em 2017, está bloqueado no sistema de inscrições da CBF. Ademais, existem pelo menos mais três processos na Fifa que podem até tirar pontos do clube no Campeonato Brasileiro, são eles: a compra do zagueiro Felipe Aguilar do Atlético Nacional (Colômbia), o empréstimo de Luan Peres do Club Brugge (Bélgica) e a compra do atacante Soteldo do Huachipato (Chile). Somando os processos, a dívida ultrapassa os R$35 milhões.

“Há uma negociação com o Hamburgo para a retirada desse processo e a gente fazer por vias normais. É uma dívida que herdamos, mas só vejo negociação. A não ser que a gente consiga vender um ativo, um jogador, assim teríamos dinheiro para movimentar. Nessa calamidade pública, todos os clubes parados, só vejo uma saída: negociação. E tentar fazer uma ou duas transações para equilibrar esses pagamentos.” -afirma o presidente do clube, José Carlos Peres.

Peres ainda lembra que o clube tem a receber do Barcelona, cerca de R$56,8 milhões, devido à compra de Neymar em 2013, além de R$25,5 milhões por conta de um amistoso agendado com o clube espanhol, que não foi realizado.

Sport

A equipe de Pernambuco extrapolou os prazos concedidos pela Fifa em relação à dívida de cerca de R$5,1 milhões com o Sporting (Portugal) pela compra do atacante André, no início de 2017. Assim como o Corinthians, o Leão pode sofrer um bloqueio na janela de transferências, não podendo, então, inscrever atletas na equipe.

Foto de destaque: (Divulgação/Fifa)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s