Driblando a crise

Clubes buscam alternativas para driblar os impactos financeiros durante a quarentena

Com a paralisação do futebol, muitos clubes tem sentido cada vez mais os efeitos da instabilidade financeira. Sem os jogos, está economicamente insustentável para aqueles que dependem das transmissões por TV, visto que ela é o principal meio de faturamento para os clubes, seguido de bilheteria, patrocinadores e negociações de jogadores.

Alguns clubes tem tomado algumas medidas para tentar amenizar esses impactos financeiros, que a longo prazo deve ter prejuízos ainda maiores. O diretor financeiro do São Paulo, por exemplo, prevê um prejuízo de cerca de R$ 100 milhões com três meses de paralisação.

De modo geral, os clubes têm se esforçado para tomar medidas que minimizem os impactos, sendo desde férias antecipadas, como renegociação ou suspensão de contratos com fornecedores, negociação com patrocinador, redução de salários, entre outros. 

O clube paulista, Corinthians, em meio a paralisação pensou em uma estratégia de promoção voltada para o associado Fiel Torcedor. A campanha que tem o nome “Eu nunca vou te abandonar”, oferecerá bônus de pontuação independente da compra dos ingressos para os sócios que efetivarem o pagamento dos planos anual, semestral ou mensal. 

Com esta campanha o clube deve minimizar os impactos, visto que a pontuação é um ativo importante dentro do Fiel Torcedor, que busca dar privilégios na compra dos ingressos aos torcedores mais bem pontuados.

O tricolor paulista por sua vez, está utilizando as redes sociais para manter a torcida mobilizada e compensar os patrocinadores que tem suas marcas estampadas nos uniformes do clube. Sem os jogos e longe da televisão, o canal no Youtube lançou dois novos produtos, o “Bom dia, Tricolor” e o “Alô Tricolor”, que tem desde noticiários do clube como entrevista com atletas.

As ações do São Paulo tem aproximado bastante a torcida, além de dar evidência aos patrocinadores que tem suas marcas expostas, mesmo que de formas diferentes de acordo com os pacotes de cada uma. As marcas gostaram da efetividade do clube e da manobra diante da paralisação.

Em meio às dificuldades e instabilidade financeira, os clubes têm buscado alternativas para tentar driblar a crise. Não se sabe ao certo quando os jogos irão voltar, e nem mesmo se haverá diminuição de algumas competições como os estaduais, a única coisa que sabemos é que estes impactos ainda vão render muitas discussões, e que nós estamos morrendo de saudade de xingar os jogadores do time.

Foto: Bruno Teixeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s