Especial região Sudeste: Charles Miller, criador e artilheiro do Campeonato Paulista

Charles Miller, o ‘pai’ do futebol no Brasil, marcou dez gols na primeira disputa que criou

Por: Ludmilla Florencio e Rhayanne Athyrssa

Paulistano, nascido e criado na região do Brás, Charles Miller é conhecido como quem trouxe, da Inglaterra, a bola e as regras do futebol – e Ruby – para o Brasil. Mas, além disso, o visionário marcou o esporte sendo mais que um criador ou organizador: foi atleta e artilheiro.

Aos nove anos de idade, o brasileiro foi à Europa para estudar. Lá, conheceu o universo esportivo, indo desde o que se tornou a paixão de seu país de origem até críquete – desporto parecido com o beisebol, criado em 1566, na Inglaterra.

Em 1894, retornou a São Paulo para trabalhar em uma companhia inglesa de ferrovias, chamada São Paulo Railway Company, e, em 1904, tornou-se correspondendo e vice-cônsul da Coroa Britânica.

Na época do seu regresso, existia apenas um clube em sua cidade: o São Paulo Athletic, fundado em maio de 1888 pela colônia britânica, que tinha críquete como atividade. Foi lá que Charles apresentou o futebol às pessoas e fez o primeiro jogo acontecer, no dia 15 de abril de 1895. O confronto entre os funcionários da Companhia de Gás x Companhia Ferroviária foi um marco.

O Campeonato Paulista de Futebol, conhecido como o primeiro do Brasil, também foi criação de Miller. Com seu aval e orientação, em dezembro de 1901, cria-se a Liga Paulista de Foot-Ball (LPF) com a presença de cinco times: São Paulo Athletic, Internacional, Mackenzie, Germânia e Paulistano.

No ano seguinte, entre abril e outubro de 1902, essas equipes competiram pela primeira vez, onde São Paulo Athletic Club foi o primeiro campeão. Além de fazer parte do grupo, o pai do futebol se tornou artilheiro, com 10 gols marcados. Em 1904, seguiu conquistando a artilharia, com nove finalizações perfeitas no total.

Miller amava o futebol, além do mais, era um exemplo de atleta. Na Inglaterra, jogou quatro modalidades diferentes, foi o fundador da Associação Paulista de Tênis e, quando resolveu abandonar a carreira futebolística, se tornou árbitro e dirigente esportivo.

Ao trazer a bola e as regras da Inglaterra, o paulistano ajudou a institucionalizar o esporte. Mas chamar Miller de apenas “pai do futebol” é descondirar toda a sua trajetória. Foi muito mais que isso! Consagrou-se também como o primeiro craque e artilheiro do Brasil, e ainda foi decisivo para criar o primeiro time e o primeiro campeonato do que hoje é uma das nossas maiores emoções: o futebol.

Até 1916, o velho craque permaneceu como árbitro do Paulistão e participando da direção do São Paulo Athletic Club. Mas o esporte, que na época já tinha se tornado paixão de muitos dos brasileiros, não era alvo de tanta dedicação exclusiva.

Em 1953, Charles Miller veio a falecer, com 79 anos. Não teve nem tempo para comemorar o primeiro título mundial da amarelinha, mais conhecida como Seleção Brasileira. Mas, por outro lado, assistiu ao profissionalismo e às conquistas da década de 1930.

Para quem começou na várzea, poder sentir o arrepio na pele e a vibração do Maracanã e do Pacaembu lotados já era uma honra. Afinal, tudo havia nascido consigo, quando ainda era apenas um jovem. Se há um pai da bola no futebol brasileiro, este é Charles William Miller.

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s