Carta aberta ao ex-goleiro Bruno

Oi Bruno,

Eu gostaria de dizer que no futebol não há mais lugar para você.

Você que não só matou como esquartejou o corpo de uma mulher e deu para o cachorro comer.

Você que fez isso porque não quis pagar a pensão do seu filho.

Você que negou e nunca sequer se arrependeu.

Fico a me questionar, porque o papel de um goleiro nunca foi atacar!

Aqui não há mais espaço para te receber, não há mais torcida que ovacione você. Aqui é um esporte que une pessoas, que exala amor, que faz desconhecido virar família na arquibancada. Nós não temos lugar para uma pessoa que mata.

Time de raça, amor e paixão é o Flamengo. Onde você estava quando tudo aconteceu. E nem com o hino do seu próprio time você aprendeu. E se me perguntar por que sua vida normal não vai voltar, eu questionarei: a vida da Eliza vai se reestruturar?

Te perdoar é diferente de querer voltar a te idolatrar. Cumpriu a pena? E quantos anos de cadeia vale uma vida tirada covardemente? Não faz sentido realmente.

Você não merece mais o nosso futebol.

Lutamos todos os dias para um esporte mais incluso, e só dos times pensarem em te contratar, é um RETROCESSO duro!

Aqui não Bruno, porque nem goleiro mais você é.

FEMINICIDA, não cabe mais.

Continue distante, nós não sentimos sua falta.

Com repúdio, nojo e revolta,

Ass: Uma mulher que luta todos os dias por todas as outras.

Foto Via Portal das Américas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s