Especial Região Norte: Remo x Paysandu, o clássico mais jogado do mundo

Os dois principais clubes do Pará formam o clássico com maior número de partidas em todo o mundo, com mais de 700 jogos disputados

Quando falamos em clássicos do futebol brasileiro, logo pensamos em Gre-Nal, Fla-Flu, Corinthians e Palmeiras, entre outros mais conhecidos. Mas hoje iremos falar do maior e mais fervoroso clássico do norte do país: o Re-Pa. O Clássico-Rei da Amazônia.

Sediados na cidade de Belém, no Pará, o clássico entre Remo e Paysandu é conhecido e admirado por grandes públicos. Desde o primeiro jogo, que aconteceu em 1914 pelo Campeonato Paraense de Futebol, já foram disputados mais de 700 clássicos. Os dois clubes somam 85 títulos de campeonatos estaduais ao total, sendo 43 para o Paysandu — o famoso Papão da Curuzu —, e 42 para o Clube do Remo — conhecido popularmente como o Leão Azul.

Ao se falar em Remo e Paysandu, estamos falando de dois clubes tradicionais na história do futebol brasileiro, com 105 anos de rivalidade. O clássico paraense tem por marca jogos emocionantes e acirrados, tabús e títulos. Ou seja, tudo o que é necessário para ser um verdadeiro clássico, fazendo com que o coração do torcedor dispare a cada partida.

Goleada histórica

A história dos clássicos sempre foi recheada de grandes acontecimentos tanto do lado Azulino como do lado Bicolor. Mas houve um momento no qual a goleada foi histórica: em 22 de julho de 1945 o Paysandu aplicou 7 a 0 diante do Remo, no Estádio Evandro Almeida, o famoso Baenão.

O feito é comemorado até hoje pelo Paysandu, visto que o Clube só vende camisas com o número 7.

Em pé da esquerda para direita: Athenágoras, Simeão, Bria, Pedro, Capivara, Manel Pedro e Nascimento; Valentim, Farias, Hélio, Guimarães, e Soiá
(Foto: Reprodução/Paysandu)

O tabu dos 33 jogos

O tabu começou em janeiro de 1993 e foi quebrado apenas em 1997. Foram 33 jogos que o Leão Azul ficou sem perder para o Papão da Curuzu, decretando a maior invencibilidade do confronto, com 21 vitórias e 12 empates.

Curiosamente, desses 33 jogos, a maior lembrança foi o clássico também de número 33, que aconteceu em maio de 1997. No meio da semana, o Remo tinha perdido a Copa Norte para o Rio Branco, do Acre, em pleno Mangueirão. No domingo seguinte, aconteceria o clássico de número 33. Sem treinador para comandar o Leão Azul e com os jogadores desanimados após a perda do título, o Remo enfrentou o Paysandu. O Papão da Curuzu saiu na frente com o placar de 1 a 0 até os 35 minutos do segundo tempo, mas, de forma inédita, o Remo virou para 3 a 1.

Clube do Remo em 1993, quando iniciou o tabu dos 33 jogos
(Foto: Reprodução/Rádio Clube do Pará)

Curiosidades

• No dia 4 de maio de 2016, o clássico Re-Pa foi considerado patrimônio cultural imaterial do Estado do Pará, tornando-se uma expressão cultural do povo paraense.

• O Paysandu até hoje foi o único clube do Norte e do futebol masculino a disputar a Taça Libetadores da América. E para a surpresa de muitos, a atuação do clube foi convincente, pois se classificaram em primeiro lugar no grupo.

• Em 24 de abril de 2003, ainda pela Libertadores e no jogo da ida, o Paysandu teve o feito histórico de derrotar o Boca Juniors por 1 a 0, no estádio de La Bombonera, com 50 mil torcedores Xeneizes. No jogo da volta, o Papão da Curuzu foi eliminado com o placar de 4 a 2.

• Devido a sua boa campanha na Libertadores, o Paysandu ocupou a 39ª posição entre os melhores times do mundo, segundo o IFFHS (International Federation of Football History & Statistics) nos anos de 2003 e 2004.

• Remo e Paysandu jogaram 36 vezes contra si nesta década. São 12 vitórias do Remo, 11 do Paysandu e 13 empates.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s