Trio de Ferro: todas as novidades do mercado da bola na capital paranaense

O mercado da bola não anda muito movimentado no Paraná. Tentativas frustradas, destino indefinido e salários atrasados, são algumas das situações que ainda preocupa os clubes.

CORITIBA

Na correria por reforços para 2020, a diretoria do Coritiba também tenta negociar alguns jogadores para enxugar o elenco. Com a confirmação de Renê Júnior e a vinda de Rhodolfo, o Coritiba terá 32 jogadores. O número ideal é de 30.

– Já definimos que trabalharemos com no máximo 30 atletas. Neste início, tem alguns atletas que ficaram por conta de contratos e por necessidade de termos alguns atletas para treinamentos, mas é óbvio que podem chegar atletas e sair outros atletas – explicou o diretor Rodrigo Pastana.

Duas saídas já se confirmaram. O volante Júlio Rusch vai jogar no Londrina e o atacante Pablo Thomáz, no RB Brasil, da Série A2 do Paulistão.

A intenção é negociar pelo menos mais dois jogadores, mas esse número provavelmente aumente caso chegue mais reforços.

O Coritiba tem, por enquanto, seis reforços confirmados. O goleiro César, o lateral-direito Lucas Ramon, os zagueiros Rodolfo e Caetano e o volante Nathan Silva. Que inclusive já treinam com o grupo.

O volante Renê Júnior foi confirmado pelo Coritiba nesta quarta-feira. O jogador de 30 anos está na capital paranaense e, segundo o clube, faz exames clínicos para assinar contrato por empréstimo até dezembro. O zagueiro Rhodolfo, ex-Flamengo, foi anunciado na tarde de ontem (09) e deve se juntar ao elenco no dia 20.

O Coxa ainda busca um reforço de peso. A diretoria tentou o meia Guerra, do Palmeiras, e o atacante Berrío, do Flamengo, porém os valores estão muito acima dos padrões do clube. Mesmo assim, o presidente Samir Namur ainda pretende “presentear” o torcedor.

– Para nós está bem clara essa necessidade. Já entendíamos que isso era importante seja para qualificação técnica do elenco, seja também para dar um “presente” para o torcedor, um atleta de renome, um potencial candidato a ídolo no clube – completou o presidente coxa-branca.

A estreia do Coritiba será contra o FC Cascavel, no dia 19 de janeiro, em casa. O clube vai usar um time alternativo nas primeiras rodadas para que os titulares possam fazer uma pré-temporada mais longa. O time A deve estrear só na Copa do Brasil, contra o Manaus, em fevereiro.

ATHLETICO

Trabalhando na montagem do elenco para a temporada de 2020, o Athletico tem as negociações comandadas pelo diretor de futebol Paulo André e pelo presidente Mario Celso Petraglia.

Substituindo Eduardo Barros (que “desce” para os aspirantes), o técnico Dorival Júnior, ex-Santos, São Paulo, Palmeiras e Flamengo, assume o Athletico para 2020.

As novidades são o meia-atacante Fernando Canesin, que atuava no futebol belga, é o primeiro reforço para o grupo principal. Os atacantes Julimar e Reinaldo, do Criciúma, chegam por empréstimo para os aspirantes. Ambos têm 18 anos, já estão registrados no BID e serão utilizados no estadual. 

O volante Léo Gomes, ex-Vitória, é outro que chega, a princípio, para os aspirantes. O Furacão comprou 50% dos direitos federativos do jovem; o contrato dele é válido até dezembro de 2022. O volante Pedro do Rio, da Ferroviária, também reforça o time de aspirantes do Athletico no Campeonato Paranaense. O jogador de 19 anos chega com contrato válido por quatro temporadas.

Além deles, o lateral-direito Danilo Boza (ex-Figueirense) e os meias Elias Rezende (ex-Santa Cruz) e Denner (ex-Juventude) são outras caras novas para a disputa do Campeonato Paranaense.

As novidades são o atacante Carlos Eduardo, do Palmeiras. Ele fica por empréstimo por três anos. E o meia Marquinhos Gabriel que já está acertado com o Furacão, chega por empréstimo do Cruzeiro.

Chegando a ser confirmado pela Udinese como reforço do Athletico, o atacante Felipe Vizeu, 22 anos, acabou não se apresentando ao clube. Segundo informações apuradas pelo Globo Esporte Paraná, ele chegou a desembarcar na capital paranaense para iniciar os trabalhos nesta segunda-feira, mas voltou para o Rio de Janeiro, onde mora. O motivo para que ele retornasse seriam novas propostas pelo atacante, principalmente da Rússia.

O camisa 9 era a prioridade do Athletico desde a saída de Marco Ruben. O argentino recusou a proposta rubro-negra e decidiu voltar para o Rosario Central. O grupo principal tem Rony, Pedrinho e Vitinho para o ataque. E os três são atacantes de lado.

Bruno Guimarães entrou no radar do Benfica depois que as negociações com o Atlético de Madrid esfriaram. Mesmo com a equipe madrilenha tendo a preferência de compra através de acordo, ela deve dar preferência para contratar um atacante, que é a necessidade do técnico Diego Simeone.

O interesse do Benfica por Bruno Guimarães é antigo, desde o mês de abril, quando começou o monitoramento pelo jogador.O volante também desperta interesse do Chelsea e do Flamengo, mas ambos os clubes não apresentaram proposta.

O volante já chegou a recusar outras ofertas até mais altas. A principal chegou da China com o valor de 40 milhões de euros, que representa o valor da rescisão contratual do jogador. Porém, a preferência sempre foi uma transferência para a Europa.

O Benfica tem dinheiro em caixa para investir em um novo reforço, principalmente após vender o atacante João Félix ao Atlético de Madrid – o valor foi de 126 milhões de euros (R$ 567 milhões na cotação atual).

O Athletico estreia fora de casa no dia 18 de janeiro (sábado), enfrentando o Clube Esportivo União, no jogo de abertura da competição, no estádio Anilado, em Francisco Beltrão.

PARANÁ CLUBE

Alex Brasil, diretor de futebol do Paraná Clube, confirmou a promoção de Allan Aal como técnico e a contratação de cinco reforços.

Allan Aal trabalhava como auxiliar e já fazia parte da comissão técnica permanente. Ele construiu praticamente toda a carreira de técnico e auxiliar no futebol paranaense, e trabalhou no Rio Branco-PR, Coritiba, Foz do Iguaçu e Cascavel CR, além dos paulistas Portuguesa e Nacional-SP.

Allan Rodrigo Aal tem 40 anos e é natural de Paranaguá. Antes de pendurar as chuteiras, Allan Aal foi zagueiro e teve passagem por clubes como Coritiba, Botafogo, Londrina e Rio Branco-PR. O Tricolor disputará Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e Série B em 2020.

Os cinco reforços confirmados por Alex Brasil são o lateral-direito Paulo Henrique, 23 anos (Tubarão), o zagueiro Thales, 26 anos (Criciúma e Internacional), o volante Kazu, 20 anos (Flamengo), o meia Dudu, 21 anos (Vasco) e o atacante Gustavo Mosquito, 22 anos (Oeste e Corinthians).

Com isso, o diretor diz que, hoje, são 21 jogadores no grupo. Jovens da base vão integrar o elenco neste início de temporada.

– O que posso adiantar é que a comissão técnica permanente tem totais condições de tocar o trabalho neste início. Sim, o Allan Aal é nosso técnico. Sabemos da responsabilidade que é vestir a camisa do Paraná, mas a gente tem visto que vamos ter um time muito veloz. Jovem e veloz. Vão ser jogadores desconhecidos, mas com potencial”, diz Alex Brasil sobre reforços.

Ele ainda revelou que a diretoria está atrás de mais cinco reforços para a temporada. A intenção é que esses jogadores cheguem por empréstimo e tenham os salários pagos por seus clubes.

Passando por uma crise financeira, com salários atrasados desde outubro, o Paraná Clube busca de cinco a sete reforços a “custo zero” para a temporada. O Tricolor já tem cinco caras novas, e o diretor de futebol Alex Brasil diz que pelo menos mais cinco jogadores devem ser contratados.

– Tenho que trazer mais cinco, seis ou sete peças que deem uma sustentação para, depois, com o tempo, ver o que realmente essa equipe vai nos mostrar durante o Paranaense”, diz Alex Brasil.

Jogadores e funcionários do Paraná estão sem receber salários há três meses, desde outubro. Por isso, a diretoria busca jogadores de graça, ou seja, que cheguem por empréstimo e que recebam os salários de seus clubes. Nesse cenário, Alex Brasil pede um voto de confiança.

– O torcedor tem que estar muito ciente do que vai encarar. Esperamos que dê certo, eu confio nisso. Neste primeiro momento, são jogadores desta maneira, jogadores que querem espaço, deixando uma vitrine para o Paraná e que possam vir com seus salários pagos, eles mostrarem seu valor e conseguirem ajudar aqui.

O Paraná tinha, no início da temporada, apenas 11 jogadores com contrato. Com esses cinco reforços e a promoção de jogadores das categorias de base, o técnico Allan Aal conta, atualmente, com 21 nomes. Com os próximos reforços, o clube chegaria a 26, 27 ou 28 opções.

– Tenho que estar focado em trazer jogadores dentro da realidade nossa, oriundos de outros clubes e vindo com seus pagamentos. Espero poder dar à comissão técnica uma base. Hoje, temos, juntando os goleiros da base, 21 atletas que estão aqui, com o Luan, que está no departamento médico se recuperando de um ligamento cruzado.

A estreia do Paraná Clube no estadual de 2020 será contra o Rio Branco-PR, no dia 19 de janeiro, um domingo, às 16h (horário de Brasília), em Paranaguá.

Foto: Edição Rainhas do Drible

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s