Edina Alves: De Goioerê no Paraná à quarta melhor árbitra do mundo

Edina Alves Batista é uma mulher entre tantas outras que batalham dia após dia dentro do mundo da bola. Mundo esse composto majoritariamente por homens. Dentro e fora dos gramados.

Para a felicidade dos brasileiros, foi
recentemente nomeada a quarta melhor árbitra do mundo segundo a Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS). Um feito e tanto, não?! Mas, não foi o único.

Edina apitou dois jogos da Copa América feminina em 2018, foi a mulher que voltou a apitar um jogo de futebol da série ‘A’ no Brasileirão após quatorze anos. Mais de uma década. Teve participação em algumas partidas válidas pela Copa do Mundo de futebol feminino em 2019, na França, incluindo a semifinal entre Inglaterra e Estados Unidos. Um currículo para ninguém colocar defeito.

Foto: Rodrigo Corsi/FPF

Vale lembrar ainda que, em 2018, a árbitra ficou em nona colocação, ou seja, é a segunda participação de Edina no ranking da IFFHS. Ficando atrás apenas da Francesa Stephanie Frappart, Anastasia Pustovoitova, da Rússia, e de Bibiana Steinhaus, a alemã.

Aos quase quarenta anos de idade, Edina esboça cada vez mais empenho dentro das quatro linhas. Nós, como um meio de comunicação voltado para o futebol, ficamos cada vez mais felizes de ver as mulheres crescendo. E, melhor ainda, as mulheres brasileiras. Sonhar com a primeira colocação já pode ou é um pouco cedo?

De Goioerê para o mundo, literalmente!