A seleção brasileira feminina de futsal para surdas conquista título inédito

A decisão aconteceu no último sábado (16), em jogo realizado na Suíça

A equipe brasileira feminina de futsal para surdas faz campanha espetacular e conquista o mundial na Suíça no último sábado (16). A decisão foi disputada na cidade de Winterthur, na Suíça.

As brasileiras levaram a vitória diante da Polônia com um placar de 4 a 0 e 100% de aproveitamento. As jogadoras atingiram a marca de 49 gols em seis jogos, contra apenas cinco gols sofridos e seis vitórias.

Com exceção da equipe japonesa, as demais adversárias foram derrotadas pelas brasileiras com placares amplos: 17 a 0 contra a Suíça; 7 a 0 contra a Tailândia e 11 a 0 contra a Holanda. A vaga para chegar à decisão foi garantida por uma vitória de 8 a 4 sobre a Alemanha, na semifinal.

A conquista inédita para o Brasil chegou após a equipe passar por desafios financeiros, pois no início do ano as atletas estavam fazendo rifas para arrecadar o valor necessário para a viagem.

Atualmente as jogadoras com deficiência auditiva não fazem parte equipe da olímpica e paralímpica, visto que possuem a Surdolimpíada como competição específica. Além disso, o ICSD (Comitê Internacional de Desportos de Surdos) não é filiado ao COI (Comitê Olímpico Internacional) ou ao IPC (Comitê Paralímpico Internacional). Isso faz com que haja ainda mais dificuldades para conseguir patrocinadores, sendo apontado como o maior problema para a falta de visibilidade da competição.

As brasileiras Laelen Brizola e Stefany Krebs ganharam, respectivamente, os prêmios de melhor jogadora do Mundial e melhor jogadora sub-21 da competição.

O mundial para surdas surgiu em 2011. Nesta edição, a equipe brasileira ficou em último lugar. Com a chegada do técnico Vava, essa história começou a mudar. Em 2015, as brasileiras foram para sua primeira final, onde foram derrotadas pelas russas nos últimos minutos. O placar terminou em 3 a 2.

A jogadora da equipe Carolina Matos contou da emoção que sentiu, afirmou também que espera que a equipe tenha apoio para o próximo Mundial. Ao ser perguntada sobre o que ela teria tirado de lição após as dificuldades enfrentadas, ela respondeu: “Se você tem um objetivo, você tem que acreditar, tem que lutar, correr atrás, pode ter muitos ‘nãos’ na sua vida, mas uma hora vai dar tudo certo. Basta acreditar e ir atrás que você consegue, você é capaz”.

Foto: Globo Esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s