O certo pelo duvidoso? Tiago Nunes acerta com o Corinthians até final de 2020

Essa semana foi agitada para os torcedores do Athletico e do Corinthians, que ficaram na expectativa da ida do técnico Tiago Nunes para o Corinthians.

O técnico chegou a notificar o presidente Mario Celso Petraglia a sua saída do Furacão na manhã desta terça-feira. Segundo informações, a conversa durou cerca de 20 minutos. Na conversa, ele mostrou desejo de se despedir dos jogadores.

O treinador chegou a conceder uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (6 de novembro), para dar um pronunciamento oficial à imprensa e aos torcedores, após o Athletico Paranaense anunciar sua saída do clube.

Tido como o próximo comandante do Corinthians, o técnico explicou que não entrou em contato com nenhum dirigente do Alvinegro e que não pensa em trabalhar mais em 2019.

Não pensei em nada. Só estou pensando em descansar. Sair agora tem o benefício de antecipar férias. Hoje tenho a facilidade de sair com minha família. Não tenho nada acertado, nada assinado com nenhum clube. O que vai acontecer a partir desse momento vai ser debatido, discutido, e aí vamos pensar em 2020, usando dezembro para questões de planejamento, disse Nunes.

Ele conta que recebeu algumas propostas que seriam analisadas. E ainda afirmou que se colocou à disposição para seguir no Athletico até o fim do ano e trabalhar a transição para um novo técnico, que não foi aceito pelo presidente Mario Celso Petraglia.

Tiago Nunes também negou que a decisão de sair do Athletico foi totalmente relacionada à parte financeira, que pediu ao clube que fizesse a melhor proposta possível. Ainda assim, ele diz que se o dinheiro fosse o principal motivador, teria saído durante o ano, quando recebeu outras propostas mais interessantes.

Financeiramente não foi o ponto mais forte. Tive quatro convites desde o ano passado e todos foram maiores do que o que o Athletico apresentou neste momento. Minha relação com o Paulo (André) sempre foi muito franca e direta. Desejo sucesso e que possa crescer e amadurecer como gestor. Financeiramente não foi o ponto mais forte. Meu relacionamento com Petraglia sempre foi em altíssimo nível. Ontem conversamos e não houve desrespeito”

Não irei trabalhar em nenhum clube em 2019. Só em 2020. Havia me colocado à disposição para terminar o ciclo aqui. E também por respeito à instituição onde eu vá trabalhar. É preciso um tempo de calmaria para cortar os laços e focar no novo trabalho. A partir de 2020, vamos pensar com calma no que vai acontecer para eu estar de corpo e alma no projeto, completou o treinador.

E sobre a sua ida ao Corinthians, ele negou qualquer contato.

Não chegou proposta alguma do Corinthians. Todas as especulações e contatos foram diretamente com meu agente. Ele que tem tomado frente disso. Sempre evitei. Não conversei com nenhum dirigente do Corinthians, nenhum representante do Corinthians ou de clube algum.

O treinador ainda falou sobre o tom agressivo do seu ex-clube e afirmou que não irá treinar nenhum outro em 2019. Ele também contou que quase pediu demissão durante o ano, em razão de desgastes com decisões da atual diretoria do Athletico.

Mário Celso Petraglia, presidente do Athletico, recusou a permanência do comandante até o final do ano e manterá Eduardo Barros, de 34 anos, no comando interino do clube.

Tiago Nunes acusou o clube de forçar a decisão dos integrantes da comissão se querem ou não sair para um futuro trabalho com o treinador.

Não tenho nenhum vínculo com nenhum clube, não tenho nenhuma reunião agendada, entendo que meu ciclo acaba neste momento com essa entrevista coletiva, então seria uma irresponsabilidade minha convidar qualquer membro da comissão para ir trabalhar. O que está acontecendo é que o Athletico está forçando uma decisão desses profissionais se saem ou não em um futuro trabalho meu. Se tiver alguma dúvida, eles serão demitidos.

Doping, demissão e orçamento

Alguns desgastes com a diretoria foram citados pelo treinador em episódios anteriores e também atuais. Entre elas, o episódio do doping dos jogadores Thiago Heleno e Camacho, que foram suspensos por seis meses pela ingestão de higenamina. O clube afirmou que a substância foi orientada por profissionais do clube e os demitiu.

Ele afirmou que foi contra a decisão de demissão e que, na época, colocou seu cargo à disposição.

Na minha opinião, (a demissão) foi injusta. Isso me incomodou bastante, pontuei para o Paulo André (dirigente), para o presidente e cheguei a solicitar a minha saída. Então tudo isso pesou de uma maneira geral para fechar esse ciclo.

O tom agressivo e amargo do Athletico em nota que criticava o Corinthians e Tiago Nunes também foi assunto. O treinador acredita que ela representa apenas o pensamento dos dirigentes e não reflete em jogadores, comissão técnica e outros funcionários. Na nota, o Athletico acusa Tiago Nunes de ingratidão.

Sei que não é um sentimento dos jogadores, dos colaboradores, da comissão técnica ou do torcedor. É um sentimento de insatisfação das pessoas que fazem a gestão do clube. Vai de encontro com a minha decisão correta de pedir a minha saída, pois existe esse sentimento de rancor e ódio.

Ainda conforme ele, um motivo desanimador foi a informação de que o Athletico vai manter o mesmo orçamento para 2020, além da possibilidade de saída de jogadores.

Foi me passado que o investimento seria o mesmo desde o ano passado, com a possibilidade de perder jogadores. A nossa solicitação de antecipação foi justamente para antever esses problemas.

No texto publicado no site oficial e que não possui assinatura, o Furacão diz que fez “o maior esforço na história para a continuidade de um técnico no clube” e falou em decepção com o tratamento pelo Corinthians.

Sempre tivemos muito bom diálogo com sua presidência. Entretanto, neste caso, o Athletico não recebeu nenhum telefonema ou posição das intenções daquele clube. O que prevaleceu foi a força imbatível dos números, diz a nota.

No comunicado, o Athletico ainda fala em “memória curta” e encerra dizendo que “Tiago Nunes esqueceu muito rápido que poucos meses atrás treinava o time sub-19 do Furacão”.

Veja, abaixo, a nota na íntegra:

O Club Athletico Paranaense informa que o técnico Tiago Nunes não permanecerá como treinador do Furacão em 2020.

Após longas conversas e o maior esforço já feito na história por parte do Athletico para a continuidade de um técnico no Clube, as negociações foram encerradas no dia de hoje (5) e o profissional não faz mais parte da instituição.

O técnico também convidou vários profissionais permanentes da comissão técnica. Alguns já informaram o desligamento nesta manhã.

O Athletico possui um projeto vencedor e de longo prazo, prezando sempre pela boa gestão e administração de seu patrimônio. Foi com esse pensamento que o Clube conseguiu conquistar feitos grandiosos nos últimos anos.

E não iremos parar por aqui. A ambição está em nosso DNA e seguiremos em busca de voos ainda mais altos. Maior que o orgulho das glórias do passado é a nossa vontade em continuar cravando o nosso nome na história do futebol, pois nosso projeto não depende apenas de nomes, mas de um conjunto de ações e ideias de vencedor.

Nossa decepção maior foi da maneira que fomos tratados pelo Sport Club Corinthians Paulista. Sempre tivemos muito bom diálogo com sua presidência. Entretanto, neste caso, o Athletico não recebeu nenhum telefonema ou posição das intenções daquele clube. O que prevaleceu foi a força imbatível dos números.

A memória é curta no futebol. Tiago Nunes esqueceu muito rápido que poucos meses atrás treinava o time Sub-19 do Furacão.

Gratidão é a voz do coração.

Porém, nesta quinta-feira o Corinthians o anunciou oficialmente como o novo técnico do Timão, que assume em janeiro de 2020. O treinador assinou contrato até o fim da próxima temporada. Mesmo com a divulgação oficial do acerto, o profissional só iniciará seu trabalho em campo no início do próximo ano.

E como todos, fomos pegas de surpresa aqui no Rainhas. Uns criticaram, outros apoiaram, porém fui atrás de duas torcedoras fanáticas para entender os dois lados. Uma athleticana e outra corintiana, para além de saber a opinião, também saber como ficou a expectativa e o emocional de cada uma.

A visão de uma athleticana

Patrícia Loise (33), sócia torcedora do Athletico:

Sobre a saída do Tiago Nunes do CAP vivi uma mistura inexplicável de sentimentos, tentando racionalizar e ponderar a cada notícia, a cada nota a cada situação nova. Mas, o lado torcedora fala mais alto que o lado racional. Pela quantia oferecida, não temos o que falar, o que espernear ou o que cogitar, qualquer profissional com carreira crescente faria o mesmo que ele. Porém, o que conta é o coração, e com isso ele brincou, e brincou feio, nossa torcida vivia uma lua de mel com ele desde a campanha da Sula/2018, ele sempre enfatizou e nos fez acreditar que o ideal de carreira dele era seguir no CAP, que dava a ele toda a estrutura que ele buscava, a estabilidade que ele buscava para dar continuidade a um projeto que não temos como negar é vitorioso. Quando fomos eliminados da libertadores o abraçamos, pois acreditávamos no trabalho dele, quando perdemos uma sequência considerável de jogos após a eliminação na Libertadores, seguimos apoiando ele. O que dói como torcedora não é o fato dele ter aceito a proposta do Corinthians pelo dinheiro – porque claramente foi pelo dinheiro. Esse papinho de novos desafios não fez sentido algum, pois foi contra TUDO que ele sempre frisou e enfatizou enquanto técnico do CAP -, o que dói foi a forma como tudo acabou, as mentiras que ele contou e vem contando para tentar amenizar a situação. A ilusão que ele criou de que a vontade dele era de permanecer no CAP, que dinheiro não contava e sim, a certeza de que ele poderia fazer um trabalho com continuidade. Tudo papinho, ele poderia ter saído do CAP como herói como ídolo, mas saiu pela porta dos fundos se mostrando ser mais do mesmo.

A visão de uma corintiana

Aline Dias (20), sócia torcedora do Corinthians:

A ida de Tiago Nunes pode ser uma mudança muito grande para o Corinthians. Não apenas pelo histórico do Carille de ir muito mal e o Tiago Nunes agir com um “up” nas pessoas. Como para a história do Corinthians, porque se você parar para analisar, o Tiago Nunes tem um estilo que o Corinthians nunca teve. O estilo de jogo do Tiago Nunes não é o estilo de jogo do Corinthians, então será uma adaptação de todos os lados para dar certo. Acho que o técnico tem que ser o menor a se transformar, a se adaptar, acho que ele tem que fazer os jogadores se adaptarem, porque o esquema de jogo dele pode dar muito certo, como a gente viu no Athletico que deu muito certo. Mas, ele vai ter que saber como lidar, porque o elenco do Corinthians é muito fraco e tem essa questão do histórico. Acredito também que só a vinda dele não vai adiantar, o Corinthians precisa fazer outras mudanças de elenco. Tem jogadores que estão lá, que eu não sei o que estão fazendo lá ainda. Trazer outros, como o Michael, do Goiás. Eu queria muito ele no Corinthians, e não é um jogador caro, vende Vagner Love, Clayson e trás ele. Então assim, são várias mudanças que precisam ser feitas, na direitoria também, além do técnico. Mas, em relação ao Tiago Nunes, acredito ser questão de adaptação, e que se todo mundo tiver boa vontade vai dar muito certo.

Temos aqui duas visões completamente diferentes, de duas torcedoras que amam seu time. Cada uma com sua expectativa, sua opinião. Agora o que nos resta é aguardar as cenas dos próximos capítulos.

E quanto a você, qual sua opinião?

Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s