Torneio Uber e o início da ‘Era Pia’ no comando técnico da Seleção Brasileira

O Torneio Uber Internacional de Futebol Feminino de Seleções foi mais um passo dado pela empresa de mobilidade urbana para se tornar a patrocinadora oficial do futebol feminino no Brasil. A competição teve início na última quinta-feira (29), com Costa Rica x Chile às 19h, e logo em seguida entrou em campo Brasil x Argentina.

O campeonato teve o seu encerramento no domingo, com a disputa de terceiro lugar entre Costa Rica e Argentina e a grande final do Brasil contra o Chile.

Os jogos foram realizados em São Paulo, no estádio do Pacaembu, que pode ter sido um fator importante, pois – vale ressaltar – a competição obteve grandes patrocínios, marcando o avanço do futebol feminino e deixando um respaldo de esperança para com o crescimento da modalidade no país.

Torneio Internacional de Futebol Feminino de Seleções
Foto: CBF/Mauro Horita

Entre os patrocinadores, estava uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo, a Fiat, que no intervalo do jogo entre Brasil e Argentina, promoveu a recriação da história do primeiro gol marcado pelo Brasil em uma Copa do Mundo, em 1991. A autora do gol é a ex-capitã da Seleção Brasileira, Elane dos Santos.

O evento teve os jogos transmitidos pela TV Cultura e pelo SporTV, e tinha como um dos focos a primeira apresentação da Seleção Brasileira após a desanimadora campanha na Copa do Mundo de Futebol Feminino da França, entre junho e julho deste ano, além da estreia da técnica sueca Pia Sundhage no comando da equipe nacional.

Pia não modificou tanto os nomes das convocadas. A vitória no primeiro jogo por 5 a 0 contra a Argentina deu empolgação para a torcida brasileira, que, no domingo chuvoso da final, marcou presença no Pacaembu para assistir de perto o empate por 0 a 0 no tempo comum contra o Chile e, logo em seguida, a brilhante atuação da goleira brasileira Aline Reis na disputa de pênaltis.

A arqueira fez três defesas, mas infelizmente as atletas de linha acabaram tropeçando durante as cobranças e perdendo para as chilenas por 5 a 4, deixando o título escapar.

O torneio também serviu como início da preparação da equipe para os Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem, que a treinadora já deixou claro em entrevistas ser o seu foco após conquistar o vice-campeonato na competição.

A sueca alega querer dar liberdade no ataque para as jogadoras da função, e pretende focar o trabalho na melhora da parte defensiva para que o jogo seja bem construído desde a primeira linha.

Há tempo suficiente para que o novo estilo da treinadora seja implantado na seleção, e que ele seja solidificado na cabeça das jogadoras. Cabe a ela e à sua comissão ter tranquilidade e paciência para que, aos poucos, isso aconteça.

E a torcida brasileira poderá acompanhar essa evolução com os próximos amistosos e torneios como estes, que ocorrerão ao longo dos meses até 2020, na Olimpíada de Tóquio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s