Clube-empresa: Grêmio Esportivo Anápolis

Clube-empresa está se tornando um assunto cada vez mais comum no Brasil. Significa que clubes esportivos, ao invés de serem constituídos juridicamente como uma Associação Civil sem fins lucrativos, são uma empresa criada com o objetivo de lucro a partir do esporte. Esse tipo de empresa já é comum no esporte norte-americano e em diversos países da Europa.

Aqui, o assunto ainda é uma espécie de tubo, mas não por falta de tentativa de mostrar esse tipo organização. Atualmente, o governo federal e o Congresso têm projetos para induzir os clubes de futebol a se transformarem em empresas. No atual governo, há um grupo constituído conversando sobre o assunto e o projeto foi desarquivado. O objetivo seria transformar o setor, que tem ampla repercussão na mídia, em um exemplo de empreendedorismo para o país.

No Estado de Goiás, temos o grande exemplo do Grêmio Anápolis, clube-empresa que se destaca muito nesse meio. A equipe faz parte da elite do futebol goiano e é conhecida mundialmente por formar atletas e ser grande exportadora de jogadores para o futebol europeu.

Fundado em 1999, teve início na cidade de Inhumas, mas foi em Anápolis que a equipe teve mais força. Com a mudança de cidade, ocorreu também a mudança de nome para Grêmio Esportivo Anápolis.
Com destaque na venda de jogadores, Verona foi o primeiro jogador a ser negociado pelo Gea para Portugal, em 1999, para o E. Amadora. De lá para cá, o clube mostrou uma indiscutível qualidade no seu trabalho, que hoje é referência no mercado português.

Com transações bastante comentadas, uma que se destacou foi a do atleta Wanderson Galeno, em 2017, que foi negociado para o FC Porto, referência mundial.

E os negócios não pararam por aí. No ano seguinte, Carlos Vinícius surgiu como a segunda transação mais elevada do ano, atuando, no momento, no Nápoli, da Itália. Em 2019, o atacante Pedro Henrique foi negociado para o Sport Lisboa e Benfica, ganhando mais uma vez o destaque nos jornais europeus.

Hoje, o clube conta com dez jogadores na Europa. Alguns deles são: Sandro Lima, que se encontra cedido ao Gil Vicente, da Primeira Liga Portuguesa; o zagueiro Michael Douglas, uma das revelações do Campeonato Goiano de 2019 que foi para uma temporada europeia à UD Oliveirense, da Segunda Liga Portuguesa; Lucas Gabriel, atacante de 19 anos cedido por duas temporadas ao SC Braga, da Primeira Liga Portuguesa; Uilton, para o Paços de Ferreira por mais uma temporada, para disputar a Primeira Liga Portuguesa.

Foto: Instagram/Grêmio Anápolis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s