Daniel Alves: da infância pobre ao jogador com mais títulos na carreira

Daniel Alves da Silva, mais conhecido como Dani Alves, é um jogador de futebol brasileiro que atua na posição de lateral-direito. Nasceu em uma família humilde no dia 6 de maio de 1983, em Juazeiro, no Estado da Bahia.

Filho de agricultor, ele ajudava o pai com as plantações, e por conta das complicações do solo, um ano dava dinheiro e no outro não, e assim por diante, o que tornava a renda da família precária. Por isso, quando podia, ele também trabalhava como comerciante e garçom. Contudo, o atleta ainda conseguia tempo para jogar futebol com seus amigos nos campos de terra próximo à sua residência.

O futebol sempre foi sua grande paixão, mesmo sabendo que seria difícil realizar o sonho de ser jogador profissional. Ele nunca desistiu de lutar e seguir os seus objetivos. 

Dani foi revelado nas categorias de base do Bahia, clube onde conquistou o título baiano de 2002. Sua estreia como profissional foi contra o Paraná, nas partidas finais da Campeonato Brasileiro de 2001.  No ano seguinte, após participar da campanha do título do Brasil no Mundial sub-20, ele chamou a atenção do Sevilla, clube espanhol que jogou de 2002 a 2008, ano em que o Barcelona pagou R$ 62 milhões pelo seu passe.

Em março de 2014, ainda pelo Barcelona, Daniel Alves foi vítima de racismo durante um jogo do Campeonato Espanhol, quando um torcedor do Villareal arremessou uma banana no momento em que o jogador iria cobrar um escanteio.

Ele descascou e comeu a fruta em campo, e a sua atitude abriu uma forte discussão sobre racismo no futebol. O amigo do jogador, Neymar, iniciou uma campanha nas redes sociais com a hashtag #somostodosmacacos com apoio de outros famosos e também torcedores do Brasil. Daniel Alves, no entanto, não aderiu à campanha, relatando que “somos todos humanos, somos todos iguais”.

Ele ficou no Barcelona de 2008 a 2016, quando saiu para ir à Juventus, clube que ficou até 2017, e então migrou para o Paris Saint-Germain, onde jogou até este ano.

Pela Seleção Brasileira,  foi convocado pela primeira vez pelo então técnico Dunga, em 2006, e brilhou na final da Copa América de 2007, na decisão contra a Argentina. Na Copa das Confederações de 2009, também se destacou após marcar, em uma cobrança de falta, o gol da vitória na semifinal contra a África do Sul.

O título da Copa América deste ano contra o Peru foi especial para o lateral-direito, pois, além de ter sido capitão do time, levantando a taça, o jogador ainda chegou a incrível marca de 40 títulos na carreira, ampliando a liderança e deixando Pelé, segundo colocado, ainda mais distante na lista. Para completar, ele ainda foi eleito o craque da competição.

Sem dúvidas, 2019 tem sido um ano marcante para a carreira do jogador. Algumas semanas após o título da Copa América, ele anunciou o seu novo clube: o São Paulo. Dani alega em suas redes sociais estar vivendo um sonho de menino, pois, depois de 17 anos, o craque volta ao Brasil para jogar no seu clube do coração.

Foto: Getty Imagens
Foto: Getty Images

Neste domingo (18), o craque estreou contra o Ceará, no Morumbi, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. E quando se tem estrela, uma estreia não pode ser diferente, né? O craque foi o responsável da vitória do Tricolor, sendo autor do único gol do time no jogo.

O lateral-direito vive grande fase por mérito. Constrói uma história admirável, de muito respeito e que serve de inspiração. Da infância pobre ao jogador com mais títulos na carreira: Daniel Alves, o Good Crazy – como ele se caracteriza.

Tê-lo de volta ao nosso futebol brasileiro é uma honra! Portanto, confira abaixo todos os títulos do jogador em sua carreira:

Bahia

1 Copa do Nordeste (2002)

Sevilla

2 Copa da UEFA (2005/06) e 2006/07)

1 Supercopa UEFA (2006)

1 Copa do Rei (2006/07)

1 Supercopa da Espanha (2007)

Barcelona

3 Liga dos Campeões (2008/09, 2010/11 e 2014/15)

3 Mundial de Clubes (2009, 2011 e 2015)

3 Supercopa da UEFA (2009, 2011 e 2015)

4 Copa do Rei (2008/09, 2011/12, 2014/15 e 2015/16)

6 Campeonato Espanhol 2008/09, 2009/10, 201/11, 2012/13, 2014/15 e 2015/16)

4 Supercopa da Espanha 2009, 2010. 2011 e 2013)

Juventus

1 Campeonato Italiano (2016/17)

1 Copa da Itália (2016/17)

Paris Saint-Germain

1 Copa da França (2017/18)

1 Copa da Liga da França (2017/18)

1 Supercopa da França (2017)

2 Campeonato Francês (2017/18 e 2018/19)

Seleção Brasileira

2 Copa América (2007 e 2019)

2 Copa das Confederações (2009 e 2013)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s