Bola fora do Goiás Esporte Clube

Na noite do último domingo (21), o Goiás publicou um vídeo com uma prévia do novo uniforme, que é de fabricação própria. Seu lançamento está previsto para a próxima quarta-feira (24).

Porém, alguns seguidores do Goiás e outros torcedores, criticaram o fato do vídeo ser protagonizado por duas modelos em cenas mais quentes. A maioria critica o clube por colocar mulheres em uma situação oposta ao que estamos acostumadas: torcida e arquibancada, e por explorar o lado sexual apenas. Até porque, nós mulheres lutamos diariamente para combater justamente esse tipo de preconceito, tentando combater dia a dia o machismo pelo simples fato de gostar de futebol.

O vídeo mostra duas modelos passando maquiagem, focando bem nas curvas delas e nos seios de uma delas.

Foto: Reprodução/Mais Goiás

O assunto polemizou e na manhã desta terça-feira (23), durante o programa Encontro com Fátima Bernardes, uma convidada disse que quem criou essa campanha não vê a mulher no esporte, e a apresentadora ainda completou dizendo ‘vê a mulher como objeto’.

“Eu ainda acho que tem poucas mulheres na função de decisão – das empresas de Publicidade – Se tivesse uma mulher na hora para decidir se essa campanha ia ser assim ou não, certamente seria levantado, pelo menos um sinal de alerta”, completou Fátima.

Por fim a apresentadora ainda questionou o porquê o clube não chamou a equipe feminina de futebol para estrelar o vídeo.

Nós mulheres, que além de tudo somos torcedoras e amamos esse esporte, repudiamos totalmente esse vídeo. Nossa luta é diária por respeito, para combater o preconceito que existe simplesmente pelo fato de gostar de futebol e frequentar estádios, e o que esse clube fez foi a prova que ainda temos um caminho a percorrer. O Goiás Esporte Clube caiu no conceito de muitos, e acredito que não vai se levantar tão cedo.