Um pouco sobre as torcidas organizadas no Brasil

As Torcidas Organizadas ou Torcidas Uniformizada é nome dado a uma associação de torcedores de um determinado clube esportivo no Brasil. Elas formam associações buscando a melhor maneira de apoiar o time com bandeiras, cantos, mosaicos e performances dentro e fora do estádio. Acredito que isso a maioria das pessoas sabem disso, não? Mas, você sabe como surgiu as torcidas no Brasil? Qual foi a primeira torcida exclusivamente feminina? Vou contar um pouquinho para vocês!

A primeira torcida organizada do Brasil foi fundada por Jaime de Carvalho, um baiano que entrou para história não só do Flamengo como do futebol brasileiro. Vindo do Nordeste, com apenas 16 anos, o garoto era apaixonado por esportes, principalmente o remo e o futebol. Torcedor do tricolor carioca, Jayme resolveu conhecer Laranjeiras, lugar mais nobre do Rio de Janeiro. Mas, naquela época, pobre ou negros não poderiam frequentar o Fluminense, ou seja, Jaime foi impedido de entrar no clube.

Charanga Rubro-Negra (1942)/Reprodução: Guia dos Curiosos

Barrado, o baiano se sentiu humilhado. Indo para casa, passou pelo campo do saudoso Paissandu, à vista de qualquer um, onde o público eram pessoas como ele, trabalhadores comuns, gente do povo. O Flamengo tinha conquistado mais um humilde coração e Jaime nunca mais abandonou o rubro-negro a partir daquele momento.

Em, um clássico Fla x Flu de 1942, Jaime resolveu juntar alguns rubro-negros e fazer algo que jamais ninguém teria feito no Brasil até então: uma torcida “organizada”. Alugou um bonde e convidou alguns flamenguistas que carregavam instrumentos de sopro e bandeiras do time da Gávea. Enquanto “tocavam o terror” pelas ruas do Rio até o estádio, a população seguia a turma, transformando o momento em um verdadeiro carnaval fora de época. Batizada como Charanga, o nome foi dado por Ary Barroso, locutor clássico da Rádio Tupi na época.

Já a primeira torcida, exclusivamente feminina, só foi funda em 2006. Torcedoras do Fluminense se uniram para uma torcida exclusiva após ver a grande quantidade de mulheres e crianças nos estádios, eis que surgiu a A Flu Mulher.

O primeiro jogo acompanhado por elas na Flu Mulher foi entre Fluminense e Goiás pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro no mesmo ano.

O principal objetivo delas é acabar com a violência e preconceito contra as mulheres no meio futebolístico e o meio que elas usam para agregar novas membras são as redes sócias ou nos estádios e através do seu site.

É, em meio a apenas mulheres, que elas se sentem mais seguras para acompanhar o Fluminense nos estádios. Hoje elas contam com mais de 3 mil mulheres cadastradas no site e 150 sócias da torcida.