Copa América: Em jogo de ataque contra defesa, Brasil fica no empate

Precisando da vitória para sair da partida classificada para as quartas de final, a Seleção Brasileira recebeu a Venezuela na noite desta terça-feira (18), no Estádio Fonte Nova, na Bahia.

Pela primeira vez, o técnico Tite contou com os 23 jogadores à sua disposição. Mas, mesmo marcando três vezes, a partida terminou com um empate de 0 a 0.

Brasil é superior, mas fica apenas no empate na etapa inicial

Com o primeiro tempo comandado pela seleção canarinho, a Seleção Venezuelana sofreu com a pressão.

Os brasileiros logo mostraram o seu cartão de visitas. Com apenas 3 minutos, Thiago Silva recebeu um cruzamento da esquerda e quase completou na segunda trave. Aos 15′, Arthur deu um passe para David Neres também pela esquerda, mas o atacante jogou a bola pela direita do gol.

Foto: El País

Já aos 37 minutos, o lateral Daniel Alves recebeu pela direita e cruzou rasteiro para Firmino, que se livrou da marcação e finalizou, marcando o que seria o primeiro gol da partida, mas o árbitro marcou uma falta antes do chute, e não validou. A primeira etapa terminou com 78% de posse de bola para o Brasil.

Com dois gols, segundo tempo termina em 0 a 0

O segundo tempo começou com mudança na Seleção Brasileira, que aconteceu no intervalo. Richarlison deu espaço para Gabriel Jesus na equipe.

Os donos da casa começaram pressionados na saída de bola, mas conseguiram trabalhar para retomar o domínio do jogo.

Aos 14 minutos, Gabriel Jesus marcou o segundo gol do jogo, após passe de Firmino, mas o VAR foi acionado e marcou a posição irregular do camisa 9, jogando um balde de água fria na torcida, esfriando o clima na Fonte Nova.

Após os torcedores pedirem a entrada de Everton Cebolinha, Tite muda pela terceira vez, aos 26′, e dá outra cara para a partida. Em um segundo tempo com o ataque contra a defesa, o Brasil se esforçou para conseguir entrar na área venezuelana.

Aos 42 minutos, Everton, pela esquerda, fura a defesa e dá um passe excepcional para Philippe Coutinho, que finaliza pela terceira vez para a amarelinha, mas, novamente, o VAR interfere de forma polêmica no lance, resultando em outro gol anulado.

O próximo confronto da Seleção Brasileira acontece no sábado, dia 22 de junho, contra a Seleção Peruana, às 16h, na Arena Corinthians.