Sob nova direção: Mário Bittencourt é eleito o novo presidente do Fluminense

Por: Akemy Morimoto

Depois dos comandos de Peter Siemsen e Pedro Abad, chegou ao fim o domínio político da Flusócio, que vinha com governos que desagradava grande parte da torcida tricolor. Neste sábado (8), Mário Bittencourt se tornou o novo presidente do clube ao vencer a eleição antecipada contra Ricardo Tenório. Bittencourt, junto com o vice Celso Barros, vai dirigir o clube pelos próximos três anos e meio. O novo comando começa oficialmente amanhã, segunda-feira (10), data da posse.

Com uma votação tranquila, a chapa “Tantas Vezes Campeão” do presidente eleito recebeu 2.225 votos, enquanto a chapa rival “Libertadores” de Ricardo Tenório obteve 1.032 votos. A eleição teve cinco votos brancos e 24 nulos, num total de 3.286 votos.

O resultado da eleição foi anunciado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Leite. No discurso após a vitória, Bittencourt revelou que vai honrar o nome do clube: “O Fluminense está mais vivo do que nunca! É um clube que tem mais de 5 milhões de torcedores. Nós somos a história do futebol brasileiro e é inadmissível que quem sente nessa cadeira não entenda isso.”.

Mas, o discurso otimista e grandioso vai contra a situação financeira atual do Fluminense. O tricolor está com salários atrasados, dificuldades com patrocinadores, além de dívidas e problemas com novas contratações. Durante a coletiva de imprensa, o vice Celso Barros, que é também ex-presidente da Unimed, antiga patrocinadora do clube, falou sobre a necessidade de planejar e solucionar os problemas de orçamentos. Ele revelou também a necessidade de priorizar o pagamento dos salários atrasados e a renegociação das dívidas.

O clima de tensão e planejamento sobre o futuro do clube perdeu espaço quando Mário Bittencourt se emocionou ao lembrar do que já viveu dentro do Flu. O presidente, que começou como estagiário no setor jurídico em 1998, agradeceu aos seus aliados e finalizou o discurso com a justificativa de que não queria se emocionar ainda mais.

Como a chapa “Tantas Vezes Campeão” obteve mais que o dobro de votos do segundo colocado, ela vai ter direito as 150 vagas do Conselho Deliberativo, além das 50 suplentes. Mas, somente 54 conselheiros vão poder assumir os cargos imediatamente. Os demais terão que aguardar até dezembro, quando termina o mandato dos atuais conselheiros.

Foto: Thiago Ribeiro