Itaú convoca torcida pelo futebol feminino em campanha com jogadoras da Seleção Brasileira

Vídeo se junta a ações como patrocínio a projetos que ensinam o esporte às meninas e à exposição sobre a trajetória do futebol feminino que ocorre no Museu do Futebol, em São Paulo

Apoiador das Seleções Brasileiras de futebol, das duas modalidades e de todas as categorias, o Itaú Unibanco apoia projetos de formação esportiva que ensinam o futebol e seus valores para meninos e meninas ao redor do Brasil. Também trabalha, desde o fim de 2018, na exposição sobre a trajetória do futebol feminino que foi recém-inaugurada no Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu. Agora, o banco entra em campo com uma campanha que tem seu foco nas mulheres que representam o Brasil nos gramados.

Criado pela agência Mutato, o filme convida os torcedores a buscarem informações sobre as jogadoras e, consequentemente, refletir sobre a importância de conhecer e torcer por todas as nossas seleções de futebol. A campanha, que é protagonizada por Andressa Alves e Cristiane Rozeira, atacantes convocadas para a Copa do Mundo Feminina, na França, foi gravada no próprio Pacaembu. Assista.

Estrelas na telinha, as mulheres não são destaque apenas ali. Desde a redação da campanha, criação, direção, produção e aprovação pelo Itaú Unibanco, todos os papéis-chave do projeto foram ocupados por mulheres. Não é incrível?

A Juliana Cury, superintendente de Marketing no Itaú, diz que no país do futebol, pouco se fala sobre as equipes formadas por mulheres. “Como patrocinador de todas as Seleções, para nós é muito importante mostrar ao público quem são essas jogadoras e incentivar a torcida a reconhecê-las e estar junto com elas. Acreditamos que o esporte é um meio de promover a educação e formar pessoas e cidadãos melhores. Apoiar a Seleção, projetos que ensinam futebol e promover uma exposição sobre o futebol feminino são ações essenciais para dar luz ao exemplo forte e inegável do poder transformador do esporte”, destaca Juliana.

Foto: Reprodução/Itaú Unibanco

O principal gancho da campanha é a falta de visibilidade das jogadoras. A partir de uma narração sobre a busca por reconhecimento e valorização, são exibidos detalhes do rosto de duas mulheres sem revelar suas identidades. Andressa e Cristiane são finalmente identificadas somente quando vestem a camisa da Seleção Brasileira.

Ao final, as atacantes se preparam para uma partida repetindo mensagens que incentivam o público a conhecer mais de perto suas conquistas. O vídeo termina com a hashtag #EuTorçoPorTodas, um convite para que os brasileiros torçam por todas as mulheres e todas as seleções.

Fernanda Guimarães, VP de Criação da agência Mutato, diz que 2019 será um marco na maneira como olhamos para futebol feminino, saindo do papel de coadjuvante e se consolidando como assunto central. “E para que esse protagonismo seja legítimo, é importante que se exponha a ferida dessa longa trajetória de luta por reconhecimento”, acrescenta.

Já a Diretora de Contas da Mutato, Betina Kormes, comenta que o lançamento dessa campanha marca o amadurecimento do relacionamento da agência com o Itaú Unibanco. “Acompanhar de perto os dados e insights, por meio do hub, foi fundamental para criarmos uma campanha que conversa com esse momento ímpar do futebol feminino”, explica Betina.