Precisamos falar sobre Formiga

Miraildes Maciel Mota. O nome pode não lhe parecer familiar, mas, com certeza pela foto e pelo título desta matéria, você deve saber de quem se trata. Exatamente! Sobre a Formiga. O apelido veio ainda criança, aos 12 anos, quando um torcedor viu o seu jeito de jogar: aquela que corre o campo todo e vai ajudar as companheiras.

Nascida em Salvador, a meia que cresceu em um lar humilde e venceu muito preconceito, às vezes vindos da própria família por jogar futebol é, ao lado de Marta, uma das principais jogadoras da seleção, e uma das grandes referencias do nosso futebol feminino.

Para falar da mais nova conquista da meia, é muito importante ressaltar todas as outras.

Formiga é a única jogadora a participar de todas as edições do Torneio Olímpico Feminino desde criação, em 1996. Além disso, é dona de duas medalhas de prata em Jogos Olímpicos, três de ouro em Jogos Pan-Americanos e um título Sul-Americano.

Ao lado de Marta, em 2015, foi a primeira jogadora, a integrar a Sala Anjos Barrocos no Museu do Futebol, que até então era somente composta por homens. Formiga está ao lado de jogadores como Pelé, Garrincha e Ronaldo.

Aos 41 anos e com muita bagagem, em 2019, ela chega a sua sétima Copa do Mundo, o que já é um recorde alcançado.

E não para por aí! A jogadora, que virou até personagem da turma da Mônica, atuou por São Paulo, Santos, Portuguesa, New Jersey, Jersey Sky Blue, FC Gold Pride e Chicago Red Stars, compõe atualmente o elenco do PSG e acaba de renovar com o clube francês até a próxima temporada.

O anuncio, feito pelos parisienses em suas redes sociais, anda conta com um depoimento de nossa querida jogadora: “Quando um atleta chega em uma certa idade, alguns clubes já não acreditam em seu potencial. Então pra mim é satisfatório. Estou muito feliz por poder continuar mais um ano no Paris Saint-Germain.”.

Os preconceitos sofridos, as barreiras derrubadas, as conquistas e a força de vontade para lutar pelo que ama, são grandes coisas a serem reconhecidas e são características forte de uma Rainha do Drible. Por isso, nós dos Rainhas, somos gratas a essa jogadora e a mulher que nos representa tão bem.

Formiga é grande, como pessoa e profissional. Ela é um outro exemplo a ser seguido. Um exemplo de superação, um exemplo de pessoa, um exemplo de profissional. Ela é mais um exemplo de carreira brilhante, daquelas que uma criança, seja menino ou menina, pode seguir sem medo.

O futebol precisa de bons exemplos! Fiquemos com mais este de uma rainha do drible.

Foto: Divulgação / PSG