Time do interior do Pará faz história na Copa do Brasil

Em confronto único na noite da última quarta-feira (10), o Bragantino-PA se classificou para a terceira fase da Copa do Brasil, fazendo história para o município de Bragança, nordeste do Pará. Apesar dos pedidos do presidente do Bragantino para o jogo ser no Estádio Diogão, Estádio São Benedito, em Bragança, a CBF transferiu o jogo para o Mangueirão, devido à condição do gramado do estádio em Bragança.

Com mais de seis mil torcedores presentes no Mangueirão para assistir Bragantino-PA e Aparecidense-GO, o Tubarão do Caeté, como é conhecido, contou com a força da torcida paraense, e em especial azulinos e bicolores. Melhor em campo, o Tubarão abriu o placar aos 36 minutos do primeiro tempo, em jogada de Marco Goiano, chute que sobrou para Lukinha, que bateu forte e abriu o placar.

Porém, no segundo tempo, a felicidade deu lugar à tensão. O paraense Rayro deixou tudo igual, aos 57 segundos. O Bragantino não desistiu, foi atrás da virada e, com 15 minutos, Marco Goiano cobrou pênalti e deixou o Tubarão novamente à frente.

A festa do Tubarão do Caeté durou apenas 5 minutos, com vacilo da defesa, para, de novo Rayro, deixar tudo igual, 2 a 2. Aos 41 minutos do segundo tempo, novamente Marco Goiano colocou o Tubarão à frente e o Bragantino é o primeiro time do interior do estado a chegar à terceira fase da competição, e enfrentará o Vila Nova-GO.

Reprodução: Twitter/Fernando Torres

O jogo deverá ser na próxima semana. A CBF ainda decidirá uma data para o confronto. Mas antes disso, o Tubarão terá a decisão do 3° lugar do Parazão, neste sábado (13), contra o Paysandu.

Além de fazer história, o Braga garantiu uma premiação de R$ 1.450 milhão.

Reprodução: Twitter/Fernando Torres