Com a bola e o estádio todo

A cidade? Turim. O esporte? Futebol. Público de 39 mil pessoas. Cristiano Ronaldo e companhia? Não! Sophie Junge Pedersen e companhia. Não precisa limpar os óculos, nem esfregar os olhos. É isso mesmo que você está lendo.

Neste domingo (24), a partida entre Juventus e Fiorentina levou 39 mil torcedores ao Allianz Stadium, casa da Juve, cuja capacidade é para 41.507 pessoas.

Além do recorde alcançado, a equipe feminina da Juventus jogou pela primeira vez no estádio, já que costumavam realizar suas partidas no CT, que fica a aproximadamente 25 km do Allianz. Não só bastasse isso, as meninas da Velha Senhora ganharam a partida por 1 a 0 sobre a Viola, se mantendo assim líder do campeonato e com maior vantagem de pontos sobre a Fiorentina, que vem logo em segundo lugar.

O time masculino da Juve conseguiu o recorde de 41.470 pessoas. O zagueiro da equipe masculina da Juventus, Bonucci, comemorou mais uma conquista alcançada no futebol feminino. Em sua conta no Twitter, o defensor postou: “Futebol e paixão não conhecem distinções. Um dia histórico e um estádio cheio de aplausos e paixão”.

Mas esse não foi o único recorde de público em partidas femininas não. Recentemente, há exatamente uma semana, foi a vez da nossa querida Andressa Alves e companhia. A partida foi o clássico entre Atlético de Madrid x Barcelona, pelo campeonato espanhol.

O público foi 60.739 torcedores no estádio Wanda Metropolitano, casa da equipe Colchonera, que perdeu para o Barça por 2 a 0.

Na Itália, o recorde anterior havia sido em uma partida válida pela Champions League Feminina, em uma semifinal entre Verona x Frankfurt, em 2008. O público na época foi de 14 mil pessoas.

São números como esses que nos mostram como o atual cenário do futebol vem, cada vez mais, abrindo espaço para as mulheres. Não somente as confederações como também os clubes ao redor do mundo, que têm investido mais nas equipes femininas.

A Copa do Mundo de Futebol Feminino está muito perto de acontecer, no meio desse ano, e a expectativa está sendo muito grande. Dessa vez, teremos a chance de acompanhar em TV aberta e com cobertura, também aqui no Rainhas. Mas o que mais nos chama atenção é que, dessa vez, as meninas estão sim tendo atenção voltada para elas e para seu futebol, que muitas vezes é descriminado.

Apesar de ainda não estar no mesmo patamar que o investimento no masculino, a esperança é de que cenários como esses se repitam em todas as partidas. E algum dia, não muito distante, possamos assistir uma partida de futebol feminino como ela realmente deve ser: alto investimento, cobertura da imprensa e torcedores vibrando, rezando e roendo as unhas em expectativa em um estádio lotado.

Foto: Reprodução/Site oficial da Juventus