Suposto erro da CBF na polêmica dos atrasados

Na última quarta-feira (20), a Conmebol descobriu que mais de 20 clubes tinham entregue a relação de jogadores para a Copa Sul-Americana com atraso. Entre eles, estava o Santos Futebol Clube, que negou ter descumprido o prazo de inscrição de atletas e ainda apontou erro da CBF.

Em comunicado divulgado na quinta-feira (21), o clube afirma que recebeu uma notificação da Conmebol por causa da falta de validação da CBF, dentro do prazo, no sistema da confederação sul-americana. Na declaração, o alvinegro praiano também afastou a possibilidade de ser punido no campeonato por causa do ocorrido.

“O Santos Futebol Clube, por meio de seu Departamento Jurídico, informa que cumpriu rigorosamente todos os prazos regulamentares e adotou todas as diligências cabíveis para a devida inscrição de seus atletas na Copa Sul-Americana. A notícia de irregularidade formal adveio da ausência de validação, de forma tempestiva, pela Confederação Brasileira de Futebol no sistema da CONMEBOL. O Clube tranquiliza seus torcedores e informa que tal irregularidade praticada pela Associação Nacional não possui o condão de repercutir negativamente na condição de jogo de seus atletas”.

Além do Santos, outros brasileiros estão na lista de atrasados, entre eles Atlético Mineiro e São Paulo para a Libertadores; Bahia, Corinthians, Chapecoense, Botafogo e Fluminense para Sul-Americana. Um representante do clube da Vila Belmiro disse ao Globo Esporte que a lista de inscritos foi encaminhada à CBF no primeiro dia do mês de fevereiro, sendo a véspera do prazo limite determinado. A instituição, porém, só encaminhou à confederação sul-americana três dias depois, 04 de fevereiro.

A Conmebol fez a denúncia ao Tribunal de Disciplina. A tendência é que todos os clubes com envolvimento no caso sejam multados, sem perderem pontos ou serem desclassificados das competições. No caso do Santos, a equipe foi eliminada após um empate por 1 a 1 contra o River Plate do Uruguai na noite de ontem (26).

Foto: Reprodução