Então vamos de segunda fase do top 10?

Nosso TOP 10 traz um brasileiro e um holandês que foram consagrados por tantas conquistas.

Número 8: Júlio César.

Nasceu no dia 3 de setembro de 1973 na cidade de Duque de Caxias, Rio de Janeiro. O arqueiro é destro e iniciou sua carreira aos nove anos de idade no futsal pelo Grajaú Country Club. Aos doze anos chegou ao Flamengo subindo para o profissional cinco anos depois.

Júlio César caiu nas graças da torcida já no primeiro jogo, virou ídolo no clube carioca e foi o terceiro goleiro que mais vestiu a camisa rubro-negra.

Chegou ao seu triunfo na Internazionale de Milão onde conquistou a tríplice coroa com os títulos da Liga dos Campeões da UEFA. Com a Seleção Brasileira ganhou a Copa das Confederações em 2013. No entanto, em 2014, nos eternos 7 a 1, Júlio César foi titular da equipe que terminou em quarto lugar da competição.

Eleito em 2010 o melhor goleiro da Europa e 2º melhor goleiro do mundo pela FIFA/IFFHS, o goleiro foi reconhecido pelo seu papel no jogo entre Brasil x Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014 como melhor jogador da partida, valida com a classificação da seleção canarinho nos pênaltis: Brasil 1(3)-(2)1 Chile. Além disso, tornou-se 9° melhor goleiro do Século XXI pela revista britânica FourFourTwo em 2018.

Após passar pela Intenazionale e pelo Queens Park Rangers, Toronto FC e o Benfica, Júlio retornou ao Flamengo com contrato de apenas três meses para encerrar sua carreira em seu clube da infância. Com cenas memoráveis no Maracanã, ele deu adeus aos gramados de joelhos onde tudo começou. Os torcedores rubro-negros fizeram festa para se despedir daquele que por tantas vezes os representou.

Número 7: Edwin Van der Sar.

Nasceu no dia 29 de outubro de 1970 em Voorhout nos Países Baixos. Destro, foi considerado um dos maiores goleiros do Manchester United. Na sua infância, começou jogando em clubes amadores na sua cidade natal. Seu primeiro clube profissional foi o Ajax no qual atuou por nove anos.

Conquistou sua titularidade na equipe em 1993. Seu primeiro prêmio individual veio em 1995 como melhor goleiro da Europa. Marcado por ser o primeiro goleiro não italiano a jogar pela Juventus, Van der Sar se transferiu para o clube após a temporada 1997-98 chegando ao fim sua desastrada passagem por lá em 2001. Sua consagração nos gramados veio em 2005 quando atuou no Manchester United onde ganhou grandes títulos.

Após se aposentar, em 2001, Van der Sar voltou aos gramados por um temporada pelo VV Noordwijk.

O atleta ganhou o prêmio de melhor goleiro da UEFA Champions League nas temporadas1994/95, 1995/96, 2008/2009, melhor goleiro da Premier League em 2006/07, 2008/2009, 2010, melhor goleiro da Eredivisie entre os anos de1995 e 1998, jogador neerlandês do ano em 1998, melhor jogador do Fulham na temporada 2003/04 e, por último, melhor jogador e melhor goleiro da final da UEFA Champions Leaguena temporada 2007/2008.