É muito mais que futebol, é uma religião

A religião está presente tanto no gramado, seja entre os jogadores e técnicos, como também na arquibancada, pelos torcedores. De certa forma, o misticismo e a superstição estão sempre presentes, um exemplo disso é aqueles que acreditam que devem entrar com o pé direito em campo, ou seja, eles passam a crer que se não executar tal ato, o resultado pode ser negativo.

No Brasil, por exemplo, algumas características marcam a cultura de diversos povos, assim como, a relação estreita entre as diversas religiões com o futebol. A princípio, trata-se de um panorama sobre a mescla de religiões ao longo do tempo e o apego cada vez maior dentro do cenário esportivo.

De certa forma, a religião tem influenciado as pessoas pelo mundo todo, mas de maneira geral foi através do esporte que ela se conectou e atraiu ainda mais a atenção das pessoas. No caso do futebol, muitos torcedores associam ao sistema de sorte ou azar, apelado às entidades religiosas.

Por conta de diversas formas de manifestação, na esperança de que seu time vença, muitos torcedores chegam a fazer promessas, “agarrando-se” a sua crença na esperança de um resultado positivo.

Os jogadores, assim como os torcedores, também têm o hábito de se apegar à uma religião, que de certa forma oferece forças para resistir a pressão física e emocional durante a partida. Muitos até, acreditam que foram abençoados durante o jogo e sempre fazem questão de declarar publicamente sua devoção, seja por meio de entrevistas, camisetas com frases escritas, atos durante o jogo ou até mesmo rede sociais.

Mas e quando a religião e o esporte se tornam uma coisa só?

O Corinthians, lançou uma ação publicitária na última segunda-feira (18), em que coloca a imagem do jogador Sócrates, ídolo do clube entre 1978 e 1984, dando uma declaração alusiva de que “O Corinthians é muito mais que um clube de futebol. O Corinthians é uma religião”. Na campanha, o maior desafio foi buscar a alma do torcedor, e com isso identificaram que o sofrimento é algo que une a torcida Fiel.

O “Corinthianismo”, nome dado a religião do Corinthians, possui até um site onde se pode acender uma vela e mandar a sua energia positiva, como também a opção de confessar sua devoção pelo Poderoso Timão. Entre as confissões estão: Sacrifícios que fiz; Minhas simpatias pra vitória; Milagres que presenciei; Minhas peregrinações de torcedor; e Outros tipos de testemunho. Na questão do confessionário, pode-se enviar vídeo, áudio e escrever mensagem, além disso, o usuário poderá ver o depoimento dos demais torcedores.

Para a realização da campanha, o Timão, consultou diversas religiões para saber a opinião delas e se havia algum problema em toda a campanha. Como nenhuma se manifestou contra a ação, eles seguiram adiante, com isso diversos torcedores apoiaram a ideia e já se sentem parte do Corinthianismo.

Houve também comentários negativos dos próprios torcedores do clube, na qual relatam que não concordam com a campanha, mas ainda sobram elogios ao time pela ação de conectar ambas as paixões do torcedor.

E para você, torcedor Fiel, ficar por dentro do Corinthianismo, nós listamos os 10 mandamentos do Timão:

1. “Amar o Corinthians acima de qualquer resultado, partida e jogador.”

2. “Nada é mais importante do que o jogo do Corinthians.”

3. “Aqui é Corinthians. Aqui é na raça”.

4. “A Fiel não vaia. A Fiel apoia os 90 minutos”

5. “Nossas glórias mil são contra tudo e contra todos”

6. “O bando grita mais forte quando o Timão está perdendo”

7. “Sofredor hoje. Sofredor amanhã. Sofredor para sempre. Graças a Deus”.

8. “Este time só tem um dono. Este time é do povo”

9. “Eu nunca vou te abandonar. Porque eu te amo”

10. “Vai, Corinthians!”

Imagem: YouTube/Reprodução - Corinthians