Club Athletico Paranaense inova e recupera origens

Já era de conhecimento geral que a diretoria do Atlético Paranaense estava com projetos de dar cara nova ao clube, mas ninguém esperava que essa mudança seria radical, parecendo até um novo time. Pois é, foi o que aconteceu nesta terça-feira (11), quando vimos o lançamento do novo escudo, camisa, mascote e até um detalhe no nome. Por mais que já fomos apresentados às mudanças, elas não serão postas em prática no jogo de hoje (12), contra o Junior Barranquilla, pela final da Copa Sul-Americana, tendo em vista apenas o ano de 2019 para a atualização.

Escudo

É formado por quatro listras ascendentes e a sigla CAP, que completa o formato. Segundo Giovanni Vannucchi, representante da empresa contratada para criar o novo visual (OZ), o escudo possui ideias que vêm do vento do furacão, detalhes da bandeira do estado do Paraná e, ainda, o conceito de crescimento. Ele diz que havia a necessidade de ligar mais o clube a um furacão, conforme pesquisa realizada.

Camisa

O novo uniforme redesenha a ideia do escudo e as listras pretas perdem o protagonismo. O principal será o vermelho, com as quatro listras no canto esquerdo. O segundo é branco e tem o mesmo formato, só com o diferencial das listras vazadas.

Mascote

Não podemos falar que é novo, mas sim novos. Sim, isso mesmo, agora temos uma família apelidada de Família Furacão. Nela temos o marido, a esposa, dois filhos e até um cachorro, o furaCão.

Nome

Foi recuperada a letra “H” para o nome do clube. Sobre isso, o presidente Mario Celso Petraglia diz que a intenção é resgatar o passado, já que o primeiro nome usado foi Club Athletico. O nosso Atlético-PR passa, então, a se chamar Club Athletico Paranaense, assim como em 1924, ano de sua fundação. Petraglia ainda declara: “Temos também que assumir que o Atlético é o Atlético Mineiro. Queremos resgatar o nosso nome de registro. Na nossa caminhada mudamos, mas não há nenhum registro dessa mudança.”

A ideia é legal, já que tal projeto tem palavras como ambição, entusiamo, rebeldia e inovação como base, tendo o clube definindo esse momento como o “início de uma nova era”, mas as opiniões foram diversas entre torcedores, profissionais e admiradores do futebol. Queremos saber a sua opinião. Deixe aí nos comentários!

Foto: Reprodução/Twitter