Fica, Dudu

Temporada acabou. Com ela, fica a dúvida de quem chega e de quem sai em cada equipe. Quem serão as novas contratações? Quem serão os novos rostos que farão parte de nossos times em 2019? O torcedor palmeirense aguarda ansioso só para uma coisa: o “dia do fico” de Dudu no Alviverde. Será que vai chegar? Será que ele vai ficar ou vai partir com o caminhão de dinheiro que a China tem te rondado e tentado a sua escolha?

O torcedor do Verdão está apreensivo com esse vai ou fica. Fazedor de gols, criador de jogadas, carismático e identificado com toda a torcida e companheiros de elenco. Nos últimos anos, ele se tornou ídolo e referência. Chegou após um chapéu nos rivais, que também o queriam. Já tem história dentro do Palestra. O cara que tem crédito mesmo quando erra. Chegou contestado. Fez besteira. Aprendeu. Amadureceu e nos reconquistou para não perder nunca mais. Ele dá a vida. Dá o sangue e se emociona. Chora como se fosse torcedor. Mas ele é. Sua família também. Difícil contra tanto dinheiro, mas aqui é sua casa, Dudu.

O canto “Dudu guerreiro” em Chinês não vai ficar entendível. Muito menos legível. Por mais que você seja baixinho, a falta que irá fazer se for embora será enorme. Torcedor se apega, quer que jogadores como o Eduardo finque raiz como São Marcos e fique. Mas fique porque quer e porque ama. Não por obrigação, para ser infeliz. É egoísmo demais desejar o mal para quem fez tanto por nós. A gente deseja que você seja feliz em qualquer lugar e siga seu coração. Mas que seu coração peça para você ficar. Assim como a gente também.

Fica, Dudu.

Google Imagens