Copa do Mundo de Futebol Feminino: definidos os grupos

Aconteceu nesse sábado (8), o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de Futebol Feminino que será realizada na França entre 7 de junho a 7 de julho. O grande evento do futebol contará com nove cidades-sedes: Montpellier, Nice, Valenciennes, Lyon, Reims, Le Havre, Grenoble, Rennes, além da capital Paris, e 24 seleções participantes.

O evento realizado no Teatro La Seine Musicale, na região metropolitana de Paris, contou com a presença do técnico Didier Deschamps, que comandou a Seleção Francesa na conquista do Mundial de Futebol Masculino realizado na Rússia, neste ano, e do ex-jogador brasileiro e também campeão do mundo, Kaká.

A divisão dos potes para o sorteio deu-se de acordo com a posição das equipes no ranking de seleções da FIFA. Foram quatro potes (com os números de um a quatro) onde as equipes preencheram os grupos A a F, em ordem alfabética, conforme sorteadas. A anfitriã, França, foi representada por uma bola azul e colocada automaticamente na posição A1. Para não haver incomodo, e seguindo a regra imposta em sorteios das competições mundiais masculinas, não poderia conter duas seleções do mesmo continente no mesmo grupo, com exceção para a Europa que tem nove seleções na disputa.

Sendo assim, os potes estavam divididos desta forma: no primeiro, além da anfitriã França, os dois maiores campeões mundiais, Estados Unidos e Alemanha, com três e dois títulos respectivamente cada, além de Inglaterra, Canadá e Austrália. No pote de número dois encontrava-se Brasil, Noruega e Japão, que já levaram a taça, e para fechar Holanda, Suíça e Espanha. O terceiro pote tinha as seleções da Coreia do Sul, China Itália, Escócia, Nova Zelândia e Tailândia. E fechando, no último pote, Argentina, Nigéria, Chile, Jamaica, Camarões e África do Sul.

Os grupos ficaram da seguinte forma:

Grupo A: França, Coreia do Sul, Noruega e Nigéria;

Grupo B: Alemanha, China, Espanha e África do Sul;

Grupo C: Austrália, Itália, Brasil e Jamaica.

Grupo D: Inglaterra, Escócia, Argentina e Japão;

Grupo E: Canadá, Camarões, Nova Zelândia e Holanda;

Grupo F: Estados Unidos, Tailândia, Chile e Suécia.

O técnico da Seleção Brasileira, Vadão, acompanhou a cerimônia na França juntamente com o coordenador de futebol feminino Marco Aurélio Cunha e Rogério Caboclo, diretor executivo de gestão da CBF. Em entrevista, Vadão disse que gostaria de uma chave bem tranquila na primeira fase, já que, também, de acordo com ele: “da segunda fase em diante todos os jogos são muito difíceis, na primeira fase ainda se pode errar e corrigir, na segunda não pode ter erro”. Apesar das nossas meninas terem caído no mesmo grupo que as australianas, que foram responsáveis por eliminar o Brasil em 2015, a zagueira Erika garantiu que a seleção teve um poder de sorte no sorteio.

A Seleção Brasileira iniciará o Mundial, no dia 9 contra a Jamaica, em Grenoble. Em seguida, dia 13, enfrentará a Austrália em Montpellier, e cinco dias depois, fecha a participação na fase de grupos contra a Itália em Valenciennes.

Foto: Reprodução