Sereias da Vila são vice-campeãs da Libertadores e a pergunta é: até quando imploraremos por reconhecimento?

Em busca do tricampeonato da Taça Libertadores de Futebol Feminina, as Sereias da Vila foram a Manaus no último domingo (2), para a disputa pela final da competição contra o time do Atlético Huila.

As equipes fizeram bonito na Arena Amazônia: o Santos levou a bola para a rede logo no segundo minuto da partida, mas para compensar, o time colombiano também fez gol logo no começo do segundo tempo. Desse modo, o jogo acabou empatado por 1×1 e nos pênaltis, as santistas deixaram o título escapar perdendo por 5×3.

O time feminino do Santos Futebol Clube conquistou o vice-campeonato da competição internacional chegando invicto à final, mas o triste foi, de novo, a falta de valorização e mídia ao futebol feminino brasileiro. As matérias sobre o jogaço não somam nem a metade da repercussão de um jogo qualquer pela Libertadores masculina.

E é difícil entender o porquê disso tudo. Até quando teremos que pedir reconhecimento, apoio, valorização? Quando pararemos para pensar sobre o quão longe o time chegou e o parabenizaremos por isso? Quando colocaremos os jogadores e as jogadoras no mesmo patamar? Afinal, amamos o clube.

Além disso, cada vez mais o futebol feminino é o responsável por representar o Brasil em grandes competições, e mesmo assim, as meninas recebem pouco apoio e atenção. Por quê?

Quando esta realidade irá mudar? Será que até o Campeonato Paulista do próximo ano, que agora é o objetivo do clube, nosso futebol fará mais sentido? O futebol será apenas o futebol, sem diferença entre as mulheres e os homens? Farei de tudo para que sim e conto com você! Juntos somos mais fortes, o esporte muda o mundo!