Balanço do Brasileirão

Que o Brasileirão chegou ao fim todo mundo sabe, e o Rainhas do Drible está aqui hoje para mostrar os dados do Campeonato Brasileiro 2018.

Como premiação serão distribuídos o valor de 63,77 milhões para os clubes que estiveram até o 16º lugar. O campeão Palmeiras levará como premiação um pouco mais de 18 milhões e o vice, Flamengo, receberá o valor de 11 milhões. Os times rebaixados não recebem premiações.

Nesse ano, o prêmio de gol mais bonito foi para o meia do Flamengo, Everton Ribeiro, com o gol marcado diante do Cruzeiro na penúltima rodada, no Mineirão. A bola de ouro ficou para o atacante do Palmeiras, Dudu, e a artilharia do campeonato ficou com o Gabigol, atacante do Santos, com 18 gols. A seleção desse ano ficou composta por Marcelo Lomba (Internacional), Mayke (Palmeiras), Victor Cuesta (Internacional), Geromel (Grêmio), Renê (Flamengo), Rodrigo Dourado (Internacional), Bruno Henrique (Palmeiras), Lucas Paquetá (Flamengo), Arrascaeta (Cruzeiro), Dudu (Palmeiras), Gabigol (Santos) e o técnico não poderia ser ninguém menos que o Luiz Felipe Scolari.

Dos 380 jogos que tivemos durante todo o campeonato, contamos com 203 triunfos dos mandantes, contabilizando 53,4% dos jogos. Os visitantes não contaram com tantas vitórias assim: foram apenas 65, o que somou apenas 17,1% dos resultados. O restante da porcentagem ficou com os 112 empates, totalizando 29,5%.

Essa edição contou também com a pior média de gols da história do Brasileirão com pontos corridos, foram apenas 827. Os mandantes marcaram 527 vezes contra apenas 300 dos visitantes. Tivemos também 43 partidas onde as redes não se balançaram nenhuma vez. O melhor ataque e a melhor defesa foram do Palmeiras: a equipe alviverde marcou 64 gols e sofreu apenas 26. O maior número de assistências também veio dos pés de um jogador de lá, Eduardo Pereira Rodrigues, com 14.

O maior número de cartões amarelos foi do Felipe Melo. O meia contou com 15 advertências, e quem mais vezes foi expulso foi o também meia Gustavo Cuellar, do Flamengo. Ele deixou os gramados por três vezes. O colombiano foi eleito o Craque da Galera no Brasileirão.

As equipes rebaixadas, com exceção do Paraná, foram decididas somente nas duas últimas rodadas. O Z-4 ficou composto por Paraná, Vitória, América-MG e Sport. Depois de tantas emoções que a competição nos trouxe, o jeito agora é esperar a próxima edição, onde contaremos com a presença do Fortaleza, CSA, Avaí e Goiás.

gazeta do povo