E essa final da Libertadores? Sai ou não sai?

Você deve saber da confusão que está rolando por trás da final da Libertadores, não é? Mas iremos recapitular alguns detalhes para que possamos entender o porquê de ainda não termos um campeão.

River Plate x Boca Juniors. Quando esses nomes foram definidos, a tensão tomou o lugar da expectativa. Especulações de que seria uma decisão violenta começaram a surgir, e dentre boatos e memes na internet, veio a certeza: não seria uma final qualquer. E a confirmação disso é que a partida foi, mais uma vez, adiada, tendo ainda o seu local mudado.

Até o início da tarde desta quinta-feira, a Conmebol tinha dois comunicados prontos para publicar: um com Madri sendo sede da partida, outro com Paris. As opções foram escolhidas através de um leilão que durou três dias e veio a ocorrer depois da decisão que, por questões de segurança, a partida não poderia ser na Argentina, devido ao vexame no dia que seria a segunda disputa da final.

O River perdeu a oportunidade de ver o seu time disputar uma final em casa, devido a atos de vandalismo dos seus próprios torcedores. A confusão foi tanta que o presidente do Boca Juniors chegou a dizer que o seu time não disputaria a partida de volta, mas hoje, depois das tomadas decisões, ele voltou atrás e teremos, ou pelo menos esperamos ter, River x Boca dia 09 de dezembro, no estádio Santiago Bernabéu.

Com tantas versões e especulações, ainda é cedo pra dizer o que veremos no dia 09. Sem dúvidas, este não é o espírito da Copa Libertadores da América. Na verdade, este não é o espírito do verdadeiro futebol.

Resolvam a partida dentro do campo obedecendo os minutos e acrescimentos, e quando o árbitro apitar o final, comemorações sadias devem ser as únicas manifestações demonstradas.