Bergson, o jogador que fez a alegria de 23 cartoleiros

Os cartoleiros apostaram que o mito da rodada seria de uma equipe gaúcha e sairia do jogo entre Atlético Paranaense e Sport. Mais de 1 milhão e 170 mil times escalaram o meia Raphael Veiga, tendo garantia de que o jogador daria muitos pontos a eles, mas o que ninguém esperava era que surgiria o verdadeiro mito chamado Bergson, com 25.40 pontos, até o momento o jogador que mais pontuou nessa 29ª rodada, faltando apenas o jogo entre Ceará e Botafogo que acontece hoje, às 20h. Apenas 23 cartoleiros – sim, eu disse só 23 – ficaram felizes com a aposta do Furacão.

Foto: Reprodução/@semgrifecartola

Bergson marcou dois dos quatro gols na vitória sobre o Sport e ganhou o posto de maior pontuador do Cartola nesse fim de semana. E acham que param por aí as “zebras” desse jogo? O meia Gabriel, jogador do Leão, foi atuar como goleiro aos 34′ do segundo tempo. Após Magrão sofrer de dores no braço direito, precisou ser retirado de campo e a equipe já tinha realizado as três substituições. Por isso, levou dois gols do Atlético-PR que foram computados no Cartola e terminou com a pontuação de 4.10 negativos. Já viram isso?

Outro jogador que era inesperado ter uma boa atuação e, por consequência, uma boa pontuação é Uribe, do Flamengo. O colombiano tinha apenas um gol com a camisa rubro-negra, e por isso apenas pouco mais de 77 mil times apostaram no atacante, já que era um clássico e, seguindo a lógica, ele não brilharia. Mas Uribe deu o nome, marcou dois gols da vitória e terminou a rodada com 19.70 pontos.

É, cartoleiros, esses acontecimentos só acontecem com a gente mesmo. Nós escalamos tal jogador, ele não tem boa atuação e o deixamos de lado, mas na próxima partida ele dá 5 assistências, marca 3 gols, não faz nenhuma falta e a pontuação dele vai lá em cima. Quantas vezes isso já não aconteceu, não é mesmo? Mas o bom é que ficamos com a lição de passar a observar todos os jogadores com o mesmo olhar, tendo consciência de que qualquer um ali pode balançar as redes, como também pode sofrer gol, nada é impossível. E levando toda a rodada em consideração, finalizo meu texto com apenas uma frase: prazer em conhecê-lo, Bergson!

Foto: Mauricio Mano/Atlético