Sorte no amor e azar no jogo: ele torce pro rival!

Encontrei o amor da minha vida, o crush me notou, finalmente aquele cara da faculdade me chamou para sair. Mas como assim ele torce para o rival? Adeus foto de casal no estádio.

Eu duvido que isso já não tenha te acontecido nem uma vez, a decepção de ver o parceiro com a camisa alheia já é de partir o coração, mas quando possui rivalidade direta, ai é azar demais, não é? Pois é. Pensando na pauta dessa semana, conversando com uma amiga, eu me dei conta de que dou certo com rivais. Atenção senhoras e senhores, é com tamanha tristeza que eu revelo isso: meus “relacionamentos” com tricolores não costumam durar muito, infelizmente. Eu estaria sendo muito ambiciosa se quisesse sorte no amor e no jogo? Tenho certeza que não.

Então lá vai, 3 passos infalíveis (vai falhar) de conseguir manter uma boa relação sem brigas com o companheiro rival (não vai dar certo).

1. Expectativa: Tente levar tudo na esportiva, debata quem é o melhor jogador, qual foi o melhor gol de ambos os times, elogie o dele para que ele elogie o seu.

Realidade: Você vai zoar ele, falar que só ganha partidas porque o juiz ajuda e vai até criar um apelido maldoso pro time.

2. Expectativa: Durante clássicos entre os seus times, se mantenha calma e antes de soltar piadas se ponha no lugar do outro.

Realidade: A briga já vai começar porque, se seu time for o mandante da partida, você vai preferir ir ao estádio a ficar com ele do sofá e isso vai garantir que vocês fiquem o primeiro tempo todo sem se falar.

3. Expectativa: Dê a ele uma camisa do time e diga o quanto ele fica lindo com aquelas cores

Realidade: Você não vai nem querer passar perto das lojas do time.

Pois é, não vai rolar! Tudo bem, não vou generalizar, mas quero conhecer essa pessoa que consegue agir tranquilamente nessas situações onde demanda rivalidade. Mas como já foi dito aqui outras vezes e repetindo agora pra frisar: não esqueçam que o amor vence qualquer coisa!

(Mas não custa tentar fazer ele virar à casaca né?)