Gol de boas ações

O futebol vai além dos campos, ele pode mudar histórias. Muitos projetos sociais são criados e apoiados por jogadores que antes de atuarem em grandes clubes, antes da fama e do dinheiro viveram em comunidades carentes e sabem o quanto é precária a situação nesses lugares. Os atletas desenvolvem esses trabalhos com o objetivo de ajudar crianças e adolescentes com situação financeira vulnerável.

Temos vários projetos no país, um bom exemplo é a Fundação Gol de placa. Fundada em dezembro de 1998, o projeto foi criado pelos ex jogadores Raí de Oliveira e Leonardo Nascimento de Araújo e conta com duas unidades: uma em São Paulo, na Vila Albertina, e outra no Rio de Janeiro, no Caju. O projeto tem como objetivo contribuir para a formação educacional e cultural de crianças e jovens para que possam atuar com autonomia na transformação de suas realidades.

A Fundação tem vários projetos, dentre eles estão Intercâmbios Brasil-França para que os jovens tenham a oportunidade de ter uma troca de cultura e ampliar a visão de mundo. Oficinas esportivas, cursos técnicos, além de projetos que visam a igualdade de gênero pelo esporte.

O ídolo de uma nação também não poderia deixar de contribuir de alguma forma com o bem do próximo, Arthur Antunes Coimbra, Zico, tem o Projeto Zico 10. O projeto foi criado em 2013 e está presente em mais de 20 estados no Brasil, atendendo mais de 40 mil crianças, ajudando na formação de jogadores e usando o futebol como ferramenta de inclusão social, mantendo assim as crianças e adolescentes longe de situações que podem criar riscos.

Um dos projetos que tem grande visibilidade atualmente no Brasil é o Instituto Neymar Jr, fundado em 2014 por Neymar e sua família, mostrando que ele é craque dentro e fora de campo. O Instituto está localizado em Praia Grande São Paulo, no Jardim da Gloria, onde o jogador viveu. São recebidas crianças de 7 à 17 anos que residem no local e estão matriculadas em escolas da região. É oferecido aulas educacionais, aulas esportivas, atendimento médico, e os familiares legais que moram com os alunos também podem participar de atividades propostas para a família. Desde a inauguração, mais de quatro mil alunos já foram beneficiados.

Esses são exemplos de alguns de muitos projetos espalhados pelo Brasil, eles mostram o quanto são capazes de mudar a história de milhares de pessoas de formas diferentes e mostram que o futebol vai além das quatro linhas.

Foto: Revista Exame